Troca no PR fica para 2019 em razão de anúncios de Paulo

Sebastião é aliado do Palácio. Anderson é adversário

Governador reconheceu esforço do deputado federal Sebastião Oliveira em relação ao aeroporto de Serra TalhadaGovernador reconheceu esforço do deputado federal Sebastião Oliveira em relação ao aeroporto de Serra Talhada - Foto: PAULLO ALLMEIDA e Wagner Ramos./Arquivo Folha

Com a reformulação do secretariado do governo Paulo Câmara à vista, o prazo para troca de comando do PR pernambucano foi esticado pela cúpula nacional da legenda. Nas hostes governistas, essa movimentação já circula como fato consumado. Uma conversa entre o prefeito de Jaboatão, Anderson Ferreira, e o ex-deputado Valdemar Costa Neto, que exerce o comando informal da legenda, em Brasília, teria selado o entendimento sobre a saída do PR-PE das mãos do deputado federal Sebastião Oliveira. O detalhe é que Sebastião é aliado do Palácio das Princesas, enquanto Anderson entregou os cargos que tinha no governo às vésperas da eleição ao romper com a gestão socialista. Sebastião era o titular da Secretaria de Transportes e o partido, em tese, teria espaço na rearrumação no 1º escalão que Paulo Câmara pode anunciar ainda este mês. Sob a tutela de Anderson Ferreira, no entanto, a legenda não estaria mais na base governista e pessoas próximas ao grupo dos Ferreira reforçam que "não há interesse em retornar" à condição de aliados do socialista. Ter o comando do partido, então, durante as negociações com o Palácio das Princesas, daria mais musculatura a Sebastião para sentar à mesa com o governo. Daí, o prazo para substituição ter sido acordado para início de 2019, segundo fontes que acompanham o processo. Na Alepe, esse entendimento já ganha eco entre parlamentares aliados do governador.

Construção avançada
Da oposição, pela proporcionalidade, indicariam quadros para Mesa Diretora da Assembleia Legislativa, o PSC (com cinco deputados eleitos) e o DEM (elegeu três). Como a construção para Priscila Krause ser líder da oposição já é dada, nas coxias, como prego batido, Álvaro Porto deve ser conduzido à Mesa.

Presente ... > A Câmara dos Deputados aprovou, ontem, a flexibilização da Lei de Responsabilidade Fiscal. Em caso de queda de receita, os municípios não sofrerão sanções se ultrapassarem o limite de despesas com pessoal. Só PSDB e PSL, partido de Jair Bolsonaro, orientaram contra o projeto.

...de maioridade > O projeto é criticado nos órgãos de controle. "Um desastre para a gestão fiscal responsável. Os prefeitos não terão restrições em estourar gastos. Um revés inédito nos 18 anos da Lei", diz Cristiano Pimentel, do Ministério Público de Contas. Como o projeto veio do Senado, vai direto para sanção de Temer.

Sem...> Se o recurso do Ministério Público Eleitoral não for pautado, no Tribunal Superior Eleitoral, até 19 de dezembro, início do recesso judiciário, a questão, que envolve a vaga de deputado estadual de José Queiroz na Alepe, ficará para fevereiro.

...data > O ministro relator do caso, Edson Fachin, negou "pedido de assistência formulado por Manoel Jerônimo Neto", suplente de José Queiroz, em processo sobre o registro de candidatura do pedetista e, na decisão, acolheu "agravo do MPE para determinar o julgamento do recurso ordinário" pelo pleno.

Malas... > De malas prontas para Brasília, o deputado estadual Silvio Costa Filho fez discurso de despedida na Assembleia Legislativa ontem. Foi afagado por governistas e oposicionistas, a exemplo de Rodrigo Novaes, Priscila Krause, Waldemar Borges, Teresa Leitão e Eriberto Medeiros.

...prontas > Os pares destacaram a capacidade de liderança e articulação à frente da bancada oposicionista. Eleito deputado federal, Silvio agradeceu o apoio que recebeu de deputados, servidores e eleitores durante os três mandatos na Alepe e comprometeu-se a defender interesses do Estado em Brasília.

Veja também

Tribunal abre brecha para reduzir pena tricentenária de Sérgio Cabral
Política

Tribunal abre brecha para reduzir pena tricentenária de Sérgio Cabral

Apoiadores de Bolsonaro convocam caravanas pelo país a favor de Arthur Lira e voto impresso
Bolsonaro

Apoiadores de Bolsonaro convocam caravanas pelo país a favor de Arthur Lira e voto impresso