A-A+

TSE realiza evento para verificar segurança do software de urnas eletrônicas

O tribunal assegura que as urnas eletrônicas são plenamente confiáveis e invioláveis

Quem não votou no 1º turno e nem justificou não fica impedido de votar no 2º turnoQuem não votou no 1º turno e nem justificou não fica impedido de votar no 2º turno - Foto: Arquivo/José Cruz/Agência Brasil

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) realiza neste sábado (6) um evento para verificar a segurança do software das urnas eletrônicas.

A "cerimônia de verificação de assinaturas dos sistemas gerenciamento, receptor de arquivos de urna e transportador web" serve para verificar se os sistemas, instalados nos equipamentos da Justiça Eleitoral, são os mesmos assinados digitalmente pelas instituições que organizam e fiscalizam o pleito, como Ministério Público e TREs (Tribunais Regionais Eleitorais).

O tribunal assegura que as urnas eletrônicas são plenamente confiáveis e invioláveis.
O PSL, partido do presidenciável Jair Bolsonaro, está organizando um grupo de voluntários para fiscalizar o resultado da eleição no domingo.

Leia também
Tirar selfie? Cola eleitoral? O que pode e não pode no dia da Eleição
PM registra 28 ocorrências de crime eleitoral no Estado

A iniciativa, batizada de "Fiscais do Jair", está dentro da lei, mas deve ser vista "com bastante cautela", segundo o TSE.
Bolsonaro e seus apoiadores têm contestado a legitimidade das urnas eletrônicas nos últimos meses.

Veja também

Ao saber do resultado, Bolsonaro diz que perguntou a Queiroga se iria usar 'outro medicamento'
COVID-19

Ao saber do resultado, Bolsonaro diz que perguntou a Queiroga se iria usar 'outro medicamento'

Bolsonaro diz que Forças Armadas não cumpririam suas eventuais ordens absurdas
Bolsonaro

Bolsonaro diz que Forças Armadas não cumpririam suas eventuais ordens absurdas