Sertânia

Verba da repatriação gasta antes da posse

Ângelo: dinheiro depositado em dezembro foi usado

A 23ª edição do maior encontro de parlamentares da América Latina acontece na BahiaA 23ª edição do maior encontro de parlamentares da América Latina acontece na Bahia - Foto: Divulgação

Os novos prefeitos não param de denunciar falhas da gestão anterior. O novo gestor de Sertânia, Ângelo Ferreira, afirmou que o dinheiro da repatriação, por exemplo, depositado no dia 30 de dezembro de 2016, foi quase que totalmente gasto. Isso porque no dia 2 de janeiro deste ano, já foram descontados diversos cheques sem empenho.
Em gráfica, relata Ângelo Ferreira, o montante ultrapassa R$ 200 mil e “não se sabe qual material foi impresso”. Outros cheques, datados de 30 de dezembro, foram direcionados aos convênios da Prefeitura, valor que, nesse caso, teria sido uma devolução. Isso porque foram sacados, anteriormente, o que não é permitido.
Em reunião, na última sexta, com representantes do Sindicato dos Servidores Municipais de Sertânia (Sintemuse), foram apresentados todos os extratos de conta aos quais a atual gestão teve acesso.

Veja também

Após Cúpula do Clima, Bolsonaro diz que críticas ao Brasil não se justificam
Meio Ambiente

Após Cúpula do Clima, Bolsonaro diz que críticas ao Brasil não se justificam

Maioria do STF vota para manter decisão que considerou Moro parcial
Política

Maioria do STF vota para manter decisão que considerou Moro parcial