Vereadores comentam eleições

A sessão foi marcada pelo misto de sentimentos. Entre a melancolia pela perda do mandato, a alegria pairava no ar entre os reeleitos

Cartaz Assim é a vidaCartaz Assim é a vida - Foto: Reprodução

A ressaca pós-eleição to­mou conta da Câmara do Recife. Um dia após o resultado das urnas, que referendou a renovação de mais de um terço das cadeiras do legislativo municipal, poucos foram os presentes na sessão ordinária de ontem. Dos 39 vereadores que compõem a Casa Legislativa, apenas 14 marcaram presença, sendo 12 deles reeleitos.

A sessão foi marcada pelo misto de sentimentos. Entre a melancolia pela perda do mandato, a alegria pairava no ar entre os reeleitos. Na tribuna do plenário, os vereadores se revezaram nos agradecimentos pelos votos conquistados, solidariedade aos pares que não renovaram o mandato e boas vindas para os futuros parlamentares. 

Reeleita com a maior quantidade de votos, 15.357, a missionária Michele Collins (PP) agradeceu a adesão a sua postulação. “É com muita alegria que ocupo a tribuna hoje para primeiramente agradecer ao meu Deus, meu senhor Jesus e para render neste lugar toda a honra e toda a gloria a ele. Tivemos um trabalho importante na cidade do Recife. É um reconhecimento do povo nas urnas”, afirmou.

Marília
Referendada nas urnas como a sexta maior votação, a vereadora Marília Arraes (PT) utilizou, ontem, a tribuna para comemorar a expressiva votação do PT. Mas também aproveitou para criticar o hoje adversário, Geraldo Julio, que está no segundo turno, lembrando que o socialista não terá o exército de candidatos a vereadores e o tempo de televisão será igual. "Vou fazer a campanha do segundo turno como se fosse a minha, porque o Recife precisa ficar longe desse grupo político que é o PSB”, provocou.

 

Veja também

TSE: extratos bancários de partidos serão publicados na internet
eleições

TSE: extratos bancários de partidos serão publicados na internet

Moraes é sorteado relator de inquérito que investiga acusações de Moro contra Bolsonaro
justiça

Moraes é relator de inquérito de Moro contra Bolsonaro