Visita de Lula praticamente descartada

Vivian destacou que o “investimento Lula é caro”, visto que a visita dele acarretaria em custeio da viagem, segurança e assessores

Governador Paulo Câmara (PSB)Governador Paulo Câmara (PSB) - Foto: Aluisio Moreira/SEI

 

À espera de recursos da direção nacional do PT, o ex-prefeito João Paulo (PT), candidato à Prefeitura do Recife, afirmou, nesta sexta, que segue “driblando as dificuldades e aguardando os aportes” do Fundo Partidário, visto que, até aqui, a campanha de arrecadação virtual, lançada no último dia 8, não deslanchou.

Diante do cenário de escassez de recursos - e do curto período de tempo - a visita do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que contatou a secretária nacional de Mobilização Regional do partido, Vivian Farias, para vir ao Recife realizar nova agenda com João Paulo, não deve ocorrer.
Vivian destacou que o “investimento Lula é caro”, visto que a visita dele acarretaria em custeio da viagem, segurança e assessores. “Foi um gesto importante ele se colocar à disposição”, disse. Ela retornou, nesta sexta, de Brasília, onde teve reunião do partido. Na bagagem, trouxe apenas promessas, assim como o senador Humberto Costa (PT), que se reuniu na última quarta-feira com o presidente nacional do PT, Rui Falcão, e com o tesoureiro, Márcio Macedo. “Acho difícil (novos aportes)”, ponderou.
Fechar as contas

Estima-se que, além dos R$ 694,5 mil já doados pelo PT nacional no segundo turno, seria necessário algo em torno de R$ 1 milhão para fechar as contas da segunda fase - com produtora de tv, gráfica e combustível e manutenção dos motoristas - e pagar passivos do primeiro turno, como a deixada na produtora de vídeo utilizada na primeira fase, que não aceitou fazer a produção do segundo turno, sem ter a dívida saldada.

A esperança é a de que “semana que vem tenha novidade”. Dilson Peixoto, um dos coordenadores de campanha, explicou que a campanha tem até o dia 19 de novembro para arrecadar, visto que o prazo de prestação de contas ao Tribunal Superior Eleitoral é 30 de novembro.

 

Veja também

Julgamento de Dallagnol por PowerPoint contra Lula é adiado
Julgamento

Julgamento de Dallagnol por PowerPoint contra Lula é adiado

Maia prioriza projeto de fake news em meio à ofensiva bolsonarista contra o texto
Câmara

Maia prioriza projeto de fake news em meio à ofensiva bolsonarista contra o texto