Wesley Batista participa de audiência com juiz em SP após ser solto

Wesley chegou ao local por volta das 16h30, horário que estava marcada a audiência e entrou pela porta dos fundos

Wesley BatistaWesley Batista - Foto: Paulo Fridman/Bloomberg

O empresário Wesley Batista, dono do grupo JBS, esteve nesta quarta-feira (21) na 6ª Vara Federal, em São Paulo, para uma audiência com o juiz Diego Paes Moreira. Ele foi solto na terça-feira (20), após decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ). A audiência foi para apresentar a Wesley as medidas cautelares que ele terá que cumprir a partir de agora.

Wesley chegou ao local por volta das 16h30, horário que estava marcada a audiência e entrou pela porta dos fundos. Na audiência, que pode ser acompanhada por jornalistas, o juiz determinou que Wesley terá que comparecer à Justiça semanalmente, até que se resolva a questão da tornozeleira eletrônica, em falta no estado de São Paulo.

Leia também: 
Wesley Batista, da JBS, deixa sede da PF em São Paulo
STJ solta Wesley Batista, da JBS

No final da audiência, Wesley pediu a palavra ao juiz para dizer que vai cumprir as medidas cautelares que lhe foram ompostas pela Justiça. “Cumprirei rigorosamente todas elas com disciplina e rigor”. Wesley também disse ao juiz que está “colaborando 100% e à disposição da Justiça no que me for solicitado”.

Na decisão de ontem, o STJ concedeu liberdade a Wesley e também a seu irmão, Joesley Batista, ambos presos preventivamente desde setembro do ano passado, por determinação da Justiça Federal em São Paulo. No entanto, Joesley continuará preso em função de outro mandado de prisão, expedido no ano passado pelo ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF).

Veja também

Líder do MBL é denunciado sob a acusação de tráfico de influência e fraude em licitação
Política

Líder do MBL é denunciado sob a acusação de tráfico de influência e fraude em licitação

Escândalo do dinheiro na cueca abre espaço para avanço do centrão no Senado
Política

Escândalo do dinheiro na cueca abre espaço para avanço do centrão no Senado