Fortaleza

"Zero controle emocional", diz músico que levou tapa no rosto de Ciro Gomes

Tiê Rocha chamou o ex-governador de "bandido" durante show em Fortaleza

Tiê Rocha levou um tapa de Ciro Gomes Tiê Rocha levou um tapa de Ciro Gomes  - Foto: Reprodução

O homem que levou um tapa no rosto do ex-governador Ciro Gomes (PDT) reagiu nesta segunda-feira à agressão que ocorreu neste domingo em um show de samba em Fortaleza, na capital do Ceará. De acordo com o relato do músico Tiê Rocha, o candidato à Presidência em 2022 demonstrou "zero controle emocional. O tapa no rosto ocorreu após Tiê ter chamado Ciro de "bandido".

"Ciro vai aprender a respeitar a cara de um sertanejo. Eu fiz uma pergunta e ele podia ter só dado uma gargalhada na minha cara e saído, mas resolveu me agredir, nítido comportamento de uma pessoa com zero controle emocional", escreveu o músico em um comentário nas redes sociais. Em outra postagem, Tiê se refere a Ciro como "branco cis desequilibrado".

Tiê Rocha tem 30 anos e é morador de Fortaleza. O músico se descreve como "sertanejo, juremeiro, ativista lesbofeminista, ambientalista e antirracista". Atualmente, ele integra três grupos musicais — o Tambores de Safo, Batuque de Odê e oo Bloco cola-velcro. Desde 2013, participa do carnaval cearense.

Apesar de não ser vinculado a nenhum partido político, Tiê Rocha defende as pautas raciais. Após a repercussão do caso, afirmou que o estado do Ceará é um território quilombola e chamou Ciro de "coronel" e "latifundiário". O músico também disse que não irá se candidatar nas eleições de 2024, mas que apoia nomes afroindígenas e da comunidade LGBTQIA+.

"O tempo dos brancos já era. Somos nós no poder ou não será, apanho na cara com orgulho para defender o que é nosso e não faço isso para me eleger. Nós temos um projeto de nação", escreveu. Nas fotografias, ele aparece usa um boné de apoio ao presidente Lula (PT), adversário de Ciro nas últimas eleições e com quem o ex-governador rompeu.

Relembre o vídeo
Durante um show neste domingo, Ciro Gomes agrediu Tiê Rocha ao ser provocado pelo músico.

"Diz pra nós como é que rouba a população sem ser preso", afirmou o homem.

"Quem deve saber isso é bandido, eu não sou, não", responde Ciro sendo rebatido em seguida:

"Tu é bandido", disse o homem, que logo em seguida recebe um tapa no rosto.

Nas imagens, não é possível ver o momento do tapa devido à movimentação do celular, mas na sequência Ciro afirma que deu um tapa no rapaz. O ex-presidenciável do PDT estava acompanhando o prefeito da cidade, José Sarto.

"Tu deu na minha cara, seu racista?", questionou o homem.

"Para você aprender a me respeitar", respondeu Ciro, que deixa o local em seguida.

Veja também

Lula defende manutenção de zona de paz na América do Sul
América do Sul

Lula defende manutenção de zona de paz na América do Sul

Código Eleitoral: relator propõe prazo de duas eleições para inelegibilidade de políticos
SENADO

Código Eleitoral: relator propõe prazo de duas eleições para inelegibilidade de políticos