Jota Ferreira Agora

A quarentena tem aumentado os sintomas de fibromialgia

Foto:

Dores pelo corpo todo principalmente na musculatura, cansaço, sono não reparador (a pessoa acorda cansada) e outros sintomas como alterações de memória e atenção e a depressão. Podem ser sinais de fibromialgia. A doença embora seja comum, somente é diagnosticada em 5% dos pacientes. Quem afirma é a médica reumatologista dra. Rafaela Gonçalves que participou do programa Jota Ferreira nesta quinta-feira(23).

De acordo com a especialista, de cada 10 pacientes com fibromialgia, cerca de nove são mulheres e não se sabe a razão porque isto acontece. “Não parece haver uma relação com hormônios, pois a fibromialgia afeta as mulheres tanto antes quanto depois da menopausa”,disse.

Segundo a médica, a fibromialgia aparece geralmente em pessoas com idades entre os 30 e 60 anos. E que o diagnóstico da doença às vezes  é demorado  porque pode ser confudido com outras doenças mais comuns. “Não existe exame para que a fibromialgia seja detectada logo de imediato”,afirmou.

Existem vários estudos em andamento para saber o porquê da fibromialgia e quais os tratamentos a serem utilizados. E  ainda de acordo com a reumatologista Rafaela Gonçalves,  na pandemia o número de pacientes com suspeitas da doença aumentou. Pois muitos estão estressados, angustiados e não praticam mais exercícios físicos.

Pra saber mais sobre o assunto você pode acompanhar a entrevista completa abaixo.

Folha de Pernambuco · 22.07.20 - Canal Saúde - A quarentena tem aumentado os sintomas da fibromialgia

Veja também

A saga de Maria Bonita é tema de peça na Rádio Folha FM
RADIONOVELA

A saga de Maria Bonita é tema de peça na Rádio Folha FM

Uso incorreto do celular pode desenvolver a síndrome do pescoço de texto
Canal Saúde

Uso incorreto do celular pode desenvolver a síndrome do pescoço de texto