FOLHA na COMUNIDADE

Água empoçada vira criadouro do mosquito da dengue em Olinda

Foto: Reprodução YouTube

Moradores da rua Francisco Gomes, no bairro de Caixa D’água, em Olinda, no Grande Recife, denunciam que, de cada cinco pessoas residentes no local, pelos menos três pegaram alguma das arboviroses como dengue, zika ou chikungunya.

Eles culpam uma água acumulada na rua devido ao entupimento das galerias. Segundo relatos, quando chove, a água fica acumulada sem ter para onde ir, deixando a rua como lugar ideal para a proliferação das larvas do mosquito Aedes aegypti principal responsável pela transmissão das arboviroses.

Sandro é morador da rua Francisco Gomes e mandou um vídeo para a Folha na Comunidade. Confira: 

Em nota, a Prefeitura de Olinda informa que vai mandar uma equipe para realizar uma inspeção no local e adotar as medidas necessárias. 

A Vigilância ambiental de Olinda continua com agenda de mutirões contra às arboviroses. Por enquanto as equipes estão no bairro de  Aguazinha, depois para Alto do Sol Nascente, Águas Compridas e, por último, em Rio Doce.

Se você tem algum problema na sua comunidade ou quer apenas relatar boas práticas do seu bairro, mande um vídeo feito com o celular na posição horizontal para o nosso WhatsApp: 9.9146-9735 ou para o nosso email: [email protected]r.

 

Veja também

Projeto Zoo Férias garante aprendizado e diversão para crianças no Parque de Dois Irmãos, no RecifeFÉRIAS

Projeto Zoo Férias garante aprendizado e diversão para crianças no Parque de Dois Irmãos, no Recife

SESI-PE oferece mil vagas gratuitas para Ensino de Jovens e Adultos em 2022OPORTUNIDADE

SESI-PE oferece mil vagas gratuitas para Ensino de Jovens e Adultos em 2022