MEIO AMBIENTE

Coruja-buraqueira bebê é nova moradora do Parque Dois Irmãos

Reprodução de animais sob cuidados humanos é indicativo de bem-estar animal

corujas cuidando do ninhocorujas cuidando do ninho - Foto: Reproução de vídeo do ninho/SEMA

Nasceu no Parque Dois Irmãos um filhote de coruja-buraqueira (Athene cunicularia), uma espécie de hábitos diurnos que prefere viver no solo, construindo seus ninhos em cavernas no chão. O sucesso de novas reproduções no equipamento ambiental do estado é indicativo dos excelentes cuidados que os animais recebem e do bem-estar necessário para o processo reprodutivo.

Durante muito tempo, havia apenas um indivíduo dessa espécie no Parque Dois Irmãos. Após a chegada de uma fêmea, ocorreu um processo de adaptação e, de maneira natural, os dois animais se reproduziram. 

"Todo nascimento aqui no parque é muito celebrado, pois a reprodução é um dos principais indicativos de bem-estar animal. Outro dado importante é o filhote ser cuidado pelos próprios pais, o que confirma que estamos realizando um bom trabalho com os animais sob nossos cuidados", destaca o técnico do parque, Juvenal Damasceno.

Diferente de outras aves de rapina, a coruja-buraqueira faz seus ninhos em cupinzeiros, buracos de tatu e ou até na areia, em regiões litorâneas. A espécie costuma cavar túneis de até dois metros e forrar o fundo com capim seco. 

Após a postura do ovo, a fêmea realiza a incubação por um período de 28 a 30 dias. Já o macho tem a responsabilidade de prover alimento e proteger os futuros filhotes, além de cuidar do filhote durante o período que estão no ninho.

Além do período de incubação, o novo indivíduo permanece por cerca de 44 dias no ninho após o nascimento. Por isso, o parque só conseguiu confirmar a reprodução recorrendo à utilização da tecnologia. A equipe técnica instalou uma câmera em frente à toca e gravou as primeiras saídas do filhote.

O nascimento da coruja-buraqueira, além de ser um forte indicador de bem-estar animal, é também uma oportunidade para aprender, por meio da observação, sobre o comportamento parental da espécie. Os registros de vídeo realizados no recinto da espécie servirão de base para que a equipe técnica adquira mais conhecimento sobre os primeiros dias de vida desses animais.

Veja também

Cartórios de Paulista realizarão casamento coletivo gratuito para 120 casais
CASAMENTOS

Cartórios de Paulista realizarão casamento coletivo gratuito para 120 casais

Senac abre inscrições para curso de Barbeiro em Paulista
OPORTUNIDADE

Senac abre inscrições para curso de Barbeiro em Paulista

Newsletter