DEFICIÊNCIA

Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência é lembrado na Rádio Folha

No Brasil 45 milhões de pessoas têm algum tipo de deficiência

Domingos promove debate sobre política de inclusão, potencialidades, dificuldades e avançosDomingos promove debate sobre política de inclusão, potencialidades, dificuldades e avanços - Foto: Arthur Mota

O Programa Resgatando a Cidadania, da Rádio Folha 96,7 FM é o único espaço para luta da pessoa com deficiência, numa emissora de rádio no Nordeste brasileiro, exclusivamente para  tratar de acessibilidade e inclusão, apesar de termos no Brasil  45 milhões de pessoas com algum tipo de deficiência, segundo  o último Censo do IBGE.  O dia Nacional de Luta,  instituído pelo movimento da Pessoa com Deficiência em 1982,  é reconhecida pela ONU.  Foi resultado de muitos movimentos que cresceram a partir dos anos 80, que ganharam força a partir de Pernambuco, se expandindo por outros estados do Nordeste, e que, junto com outros movimento nacionais, como as “Diretas Já”, ganharam força e foram a Brasília, com centenas de pessoas chegando de ônibus à Capital Federal.

Folha de Pernambuco · 20.09.20 - Inclusão e acessibilidade - Luta da pessoa com deficiência é discutida na Rádio Folha

O Programa Resgatando a Cidadania, no ar, a cerca de dois anos, todo sábado a partir do meio dia, é produzido e apresentado pelo pedagogo e radialista cego, Domingos Sávio. E, foi no programa que se lembrou desse Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência, a partir da valorização de lideranças desse segmento social, que, a partir dos anos 80 não se destacou pelo associativismo. Domingos Sávio lembra  que “as associações que nasceram nesse período iniciam uma luta que ia além da garantia de estudo para  o cego buscavam outros campos, abrindo um novo tempo para as pessoas com deficiência. Começa o reconhecimento da nossa luta como cidadão. Hoje o maior desafio ainda é transformar na prática a boa legislação que nós construímos no Brasil.” Foi resultado desses movimentos, que se chegou ao Estatuto da Pessoa com Deficiência, no ano 2015, com a Lei Brasileira de inclusão. “Mas essa legislação precisa ser colocada em prática...porque não conseguimos ainda atingir a conscientização do gestor público pra tornar essas leis efetivas, como por exemplo  as construções sem acessibilidade”. Desabafa Domingos Sávio.

Por reconhecimento dessa luta, intensificada nos anos 80, o programa Resgatando a Cidadania recebeu para o debate, o presidente da Associação Pernambucana de Cegos, José Diniz; Cícera Oliveira, presidente da Associação de Cegos de Alagoas e Lejí Pedro, presidente da Associação de Cegos da Paraíba. Essas lideranças falaram dos problemas em seus Estados e  foram unânimes em  relatar os desafios, da necessidade de transformar em realidade os avanços acontecidos no Governo Dilma Rousseff, quando foi sancionada a Lei de Inclusão da Pessoa com Deficiência.  

 

Veja também

Rádio Folha inicia sabatina com candidatos a Prefeito do Paulista
ELEIÇÕES 2020

Rádio Folha inicia sabatina com candidatos a Prefeito do Paulista

Rádio Folha FM apresenta quarto episódio de Cidade dos Karianthos
RADIONOVELA

Rádio Folha FM apresenta quarto episódio de Cidade dos Karianthos