A-A+

Frevo

Dia Nacional do Frevo tem programação especial na Folha FM

Folha na tarde aborda sobre o frevo na rádio Folha FM, emissora que valoriza o ritmo durante todo o ano em sua programação

Rogerio Rangel, compositor da música do Carnaval de Olinda 2018.Rogerio Rangel, compositor da música do Carnaval de Olinda 2018. - Foto: Mandy Oliver/Folha de Pernambuco

O dia nacional do frevo é comemorado em 14 de setembro, e a Rádio Folha 96,7 FM, emissora que inspirou a Lei do Frevo nas rádios do Recife, por valorizar o ritmo na sua grade musical o ano todo, tem programação especial. O programa Folha na Tarde, com Élida Freitas, receberá os convidados, Allan Araujo, diretor de Planejamento da Fundação Joaquim Nabuco e o cantor e compositor Rogério Rangel, ganhador do prêmio da nova música do Bloco A Turma da Jaqueira Segurando o Talo, bloco da Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj).O programa acontece às 14:00 e a conversa é sobre o Concurso Nordestino de Frevo promovido pela Fundaj para celebrar o ritmo que arrasta multidões em todo o nordeste. 

A entrega dos prêmios aos vencedores do Concurso Nordestino do Frevo ocorre às 17h, no Complexo Cultural Gilberto Freyre, em Casa Forte, Zona Norte do Recife. Obedecendo aos protocolos de saúde propostos pelo governo do estado, os convidados irão assistir o evento por meio de uma transmissão no Cinema da Fundação/Museu, respeitando o distanciamento de 1 metro e meio entre as cadeiras. Além disso, será solicitado o comprovante de vacinação contra a Covid-19 na entrada da cerimônia. Os demais interessados podem assistir a live que será transmitida no canal do YouTube da Fundaj, no https://www.youtube.com/channel/UC-jnE9_5gkOr5PKKEWGX5vQ. A transmissão ainda conta com a apresentação de canções inéditas premiadas pelo festival, que serão executadas pela orquestra do Maestro Duda, homenageado e diretor musical do certame, e pelo Coral Edgard Moraes. 

“Precisamos dar uma oxigenada e trazer novos compositores. Preservamos a tradição, não esquecemos o passado, mas miramos o futuro”, comentou a produtora e integrante do Coral Edgard de Moraes e neta de Edgar, Valéria Moraes. Criado pelas filhas e netas do compositor, em 1987, o coral é símbolo do frevo de bloco e, por isso, executará no evento as composições “É Fantasia”, de Getúlio Cavalcanti; “Boêmio Sentimental”, de Alexandre Rodrigues e Heleno Ramalho; e “Martelo”, de Rafael Marques e Zé Manoel. A regência será do Maestro Marco César e sua tradicional orquestra de pau e corda. 

Além dos premiados já divulgados, o evento vai revelar os vencedores nas categorias Melhor Arranjo e Melhor Intérprete. “Será um dia para prestar homenagens a este monumento imaterial que é o frevo. Que forma melhor, senão prestigiando e fomentando o trabalho daqueles que, apaixonados, garantem sua existência? É compromisso desta Fundação a preservação do patrimônio do homem do Nordeste”, afirma o presidente da Fundaj, Antônio Campos. No último dia 31, o ritmo de origem pernambucana foi revalidado como Patrimônio Cultural Imaterial pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

Certame
O Concurso Nordestino do Frevo foi lançado pela Diretoria de Memória, Educação Cultura e Arte (Dimeca) em fevereiro de 2021. Ao todo, mais de 270 candidatos de sete estados do Nordeste do Brasil inscreveram composições na disputa. Pernambuco liderou o número de inscrições, com 256. A categoria que recebeu mais composições foi Frevo Canção (92), seguida por Frevo de Bloco de Frevo de Rua, com 79 cada, e o novo hino da Turma da Jaqueira Segurando o Talo, com 19 obras. Além das premiações em dinheiro, um álbum será produzido. Trechos das composições já estão sendo publicados nas redes sociais da Fundaj.

Veja também

Expressões populares carregadas de preconceitos é tema do Resgatando a Cidadania
Resgatando a Cidadania

Expressões populares carregadas de preconceitos é tema do Resgatando a Cidadania

Neurologista Renata Andrade confirma que existe prevenção para o Alzheimer
FOLHA NOTÍCIAS

Neurologista Renata Andrade confirma que existe prevenção para o Alzheimer