Em Pernambuco eleição deve ser definida no primeiro turno

Cientista político acredita que o atual governador deve ser reeleito no primeiro turno

Cientista político Alex RibeiroCientista político Alex Ribeiro - Foto: Pedro Farias

O Folha Política desta quarta-feira (03) deu continuidade a análise das propostas de presidenciáveis e candidatos ao governo de Pernambuco. Em entrevista na Rádio Folha FM, o presidente do LIDE Empresarial, grupo que reúne empresários pernambucanos, Drayton Nejain, detalhou um documento de propostas entregue aos candidatos pela entidade. “Elaboramos um plano de propostas feito por 70 presidentes de empresas que representam 30% do PIB do estado e geram mais de 300 mil empregos. São cobranças que pedem uma quebra de paradigmas e a retomada do crescimento”, pontuou.
Análise Política
O cientista político Alex Barbosa também participou da entrevista. Ele analisou a recente subida de intensão de votos do candidato Jair Bolsonaro. Segundo o estudioso, o crescimento se deve a votos de dissidentes do PT, oriundos de classes mais obres que são lulistas. “Mesmo sendo atacado pelos adversários e com declarações controversas de seu vice, Bolsonaro absorveu votos de quem votaria em Lula e não aceita votar em Haddad”, explicou.
Cenário local
Com relação as eleições de Pernambuco, Barbosa disse acreditar que a polarização entre Armando e Paulo deve decidir o pleito ainda no primeiro turno. “Não temos uma terceira força que possa alavancar um possível segunto turno, além disso o atual governador aumentou consideravelmente sua vantagem e recente pesquisa”, concluiu.

Veja também

Mistério no Radioteatro da Folha FM
RADIONOVELA

Mistério no Radioteatro da Folha FM

Moradores de Caetés 3, em Abreu e Lima, reclamam do abandono da UPA no município
Folha na Comunidade

Moradores de Caetés 3 reclamam do abandono da UPA