Música

Maciel Melo aproveita a pandemia para fazer novas composições; outra entrevista

O artista aproveita a quarentena para releitura do trabalho e se reorganizar para os novos tempos

Maciel MeloMaciel Melo - Foto: Charles Johnson/divulgação

Em entrevista à âncora da Rádio Folha FM 96,7, Patrícia Breda, o cantor e compositor pernambucano Maciel Melo disse que não está se sentindo confortável com o período de isolamento, mas que entende ser preciso seguir e acha que o mundo não será mais o mesmo depois desse período. Ele confidenciou que está fazendo novas composições, mas não adiantou nenhum dos trabalhos inéditos, e que aproveita a convivência em família, com os irmãos, em Petrolina, depois de 38 anos só de pé na estrada. “Agora estou fazendo uma retrospectiva do que fiz de bom e de ruim e do que tenho pra melhorar no meu trabalho. Porque a gente tem que se reinventar para entrar nesse mundo totalmente diferente do que era.”

Maciel disse não estar plenamente adaptado a esses tempos e garantiu: “Eu sou analógico, gosto do corpo a corpo. Forró só presta pra dançar agarradinho, cheirando o cangote; sinto falta do público presente, de olhar no olho da plateia, saber se está gostando. Tem os músicos, que dependem da gente. Então isso me deixa preocupado, isto me incomoda. Mas sei que agora é preciso se adaptar à Internet. Eu acho que, mesmo que acabe a pandemia, as pessoas vão ficar temerosas por muito tempo. Acho que as coisas talvez só voltem para o ano, depois do Carnaval. Não sei como vãoi ficar depois essas casas de shows e os grandes eventos, como o São João de Caruaru.”

O artista disse esperar que as pessoas saiam melhores dessa pandemia e principalmente cuidando do planeta. “Acho que o projeto capitalista não deu certo. O homem se isolando dentro de casa, a natureza está se recuperando. Pelo menos uma coisa boa vai ter: a natureza vai estar um pouco melhor. É preciso que o homem tome cuidado para não ficar cinzenta de novo.” Outro ponto positivo que a pandemia trouxe, segundo Maciel Melo, foi que, antes de tudo isso, só os artistas renomados eram contratados para grandes shows e agora, com as lives pelas redes sociais, muitos talentos novos podem mostrar seu trabalho. “Estou vendo tanto artista bom, que não conhecia, com cada coisa linda. Eu estou gostando disto: pessoas que não tinham espaço e hoje consegue apresentar seu trabalho, dentro da nossa casa.” As lives de Maciel Melo podem ser encontradas no endereço Youtube.com/macielmelooficial.

Veja também

Mioma atinge mais da metade das mulheres entre 20 e 45 anos
Canal Saúde

Mioma atinge mais da metade das mulheres entre 20 e 45 anos

Programa Sextou chega ao número 100; ouça
RÁDIO FOLHA

Programa Sextou chega ao número 100; ouça