CANAL SAÚDE

Os avanços nos tratamentos para a Menopausa

As manifestações clínicas da menopausa podem incluir ondas de calor, sudorese noturna e distúrbios do sono

Foto: freepik.com/gzorgz

Uma mulher ao longo de sua vida, vive várias fases , e uma dessas fases é conhecida como menopausa. Esse é o período que marca o fim da vida reprodutiva feminina, dando início a um momento de novas descobertas e experiências.

Recentemente Adriane Galisteu falou bastante sobre o caso dela sobre menopausa, nas redes sociais, o que tem gerado muito interesse sobre o tema. Ela falou sobre a queda na libido que acontece durante esse período e outros problemas. A mulher nem sempre sabe como enfrentar as mudanças hormonais desta fase da vida.
As manifestações clínicas da menopausa podem incluir ondas de calor, sudorese noturna, distúrbios do sono e síndrome geniturinária da menopausa (sinais e sintomas decorrentes da deficiência de estrogênio, como atrofia vulvovaginal).

Para falar mais sobre o assunto com mais detalhes, Jota Batista conversou no Canal Saúde com a ginecologista Israelina Tavares, referência em cirurgia estética íntima, laser íntimo e reposição hormonal e membro da Academia Brasileira de Ginecologia Regenerativa.

Ginecologista Israelina Tavares. Foto: Divulgação

 

 

 A especialista deu dicas e tirou dúvidas sobre a menopausa.

“Tem como as mulheres se prepararem para menopausa? O fato é que existe muito tabu em relação a isso, principalmente sobre a questão da terapia hormonal, do tratamento para a menopausa. Alguns anos atrás teve um estudo que mostrou algumas complicações causadas por alguns hormônios utilizados na terapia hormonal, mas que hoje não que não se faz mais uso, e aí criou-se esse medo da reposição hormonal. O tratamento da reposição hormonal para a menopausa é o mais efetivo e que traz mais resposta, tanto na melhora dos sintomas como também na parte da longevidade na proteção da massa óssea e massa muscular, dando mais qualidade de vida. E claro, a reposição hormonal, não são todas as mulheres que podem usar hormônios. Mas tem sim como se preparar para menopausa. Porque a gente quando tem hábitos de vida saudáveis a gente quando faz atividade física diariamente, até porque a atividade física é um remédio igual a remédio de hipertensão, igual remédio de diabetes, e precisamos fazer todos os dias para a gente tenha uma qualidade de vida e ter o mínimo de sintomas possíveis, então a atividade física juntamente com alimentação saudável vai ajudar sim a passar por essa fase de uma forma mais tranquila”
 


 A médica ginecologista também deu mais detalhes e desmistificou o processo da menopausa.

“A menopausa ocorre entre 45 anos e 55 anos, essa é a fase mais comum. E em relação às mulheres entrarem na menopausa por conta de estresse excessivo não tem muita relação porque a menopausa ela é a falência dos ovários, ou seja, os ovários eles param de produzir os hormônios. E então a mulher com o declínio hormonal, ela para de menstruar e começam a aparecer os sintomas então essa parte de que teve um trauma, não tem muita relação nessa parte de entrar na menopausa antecipadamente.”
 
 

Ficou interessado? Ouça o podcast completo acessando o player abaixo.
 

 

 

Veja também

Câmara do Recife celebra 60 anos do Arcebispado de Dom Helder Camara
DOM HÉLDER

Câmara do Recife celebra 60 anos do Arcebispado de Dom Helder Camara

Governo de Pernambuco leva para São Paulo o Maior e Melhor São João do Mundo
SÃO JOÃO

Governo de Pernambuco leva para São Paulo o Maior e Melhor São João do Mundo

Newsletter