Canal Saúde

Uso incorreto do celular pode desenvolver a síndrome do pescoço de texto

O número de vítimas vem crescendo à medida que aparelhos eletrônicos se tornam cada vez mais populares.

Pessoa ao celularPessoa ao celular - Foto: Paullo Allmeida/Folha de Pernambuco

Onde andamos, hoje em dia, em absolutamente todos os lugares, as pessoas curvam a cabeça para olhar as telas de seus telefones, tablets ou laptops. Esse é um problema tão grave que recebeu um nome “Síndrome do Pescoço de Texto”, causado pela flexão do pescoço por longos períodos de tempo. O número de vítimas vem crescendo à medida que aparelhos eletrônicos se tornam cada vez mais populares.

Para prevenir o problema é indicado que a pessoa procure usar o celular na mesma altura dos olhos. Assim como evitar baixar o pescoço. Fazer exercícios de alongamento é outra forma para aliviar as dores. Além de evitar o manuseio do aparelho apenas com uma mão. Até o momento, o tratamento da cervicalgia devido à síndrome segue as recomendações tradicionais, que deve preconizar o tratamento conservador com medicamentos anti-inflamatórios ou relaxantes musculares, associados com a fisioterapia.

Para tirar todas as dúvidas sobre essa síndrome, Jota Batista conversa nesta terça-feira (28), no Canal Saúde, às 12h30, com o ortopedista da Sociedade Brasileira de Coluna, Carlos Romeiro.

 

Veja também

Rádio Folha inicia, dia 28 de setembro, série de debates com candidatos à Prefeitura do Recife
DEBATES

Rádio Folha inicia, dia 28 de setembro, série de debates com candidatos à Prefeitura do Recife

“Noel, o poeta da Vila!” é peça radiofônica na Rádio Folha FM
Homenagem

“Noel, o poeta da Vila!” é peça radiofônica na Rádio Folha FM