Abrindo a despensa dos signos

Preferências gastronômicas têm a ver com as características dos quatro elementos

Os quatro elementosOs quatro elementos - Foto: Leo Motta/Folha de Pernambuco

 

Há quem só saia de casa depois de consultar o horóscopo do dia. Tem quem não dê a mínima para os diagnósticos da astrologia. Mas uma coisa é certa. Falar dos astros está na moda, mais do que nunca. O tema é recorrente nas redes sociais, inspira muitos perfis no Facebook, gerando interação imediata dos usuários que não perdem tempo em fazer gracinha com amigos, namorados e os próprios pais. Se você, caríssimo leitor, faz parte do nosso time - do que acredita nas orientações do zodíaco -, não vai fazer pouco caso da matéria de hoje: qual o paladar dos signos?

Segundo a astróloga Gabriella Somaschini Marraccini, autora do livro “Os signos na cozinha” e atual presidente da Central Nacional de Astrologia, a questão é mais complexa do que se pode imaginar. “Isso não depende somente do signo, mas do mapa completo de cada indivíduo”, explica a estudiosa. Entretanto, diz que é possível associar as características astrológicas gerais às preferências gastronômicas dos indivíduos a partir dos elementos regentes: Fogo, Terra, Ar e Água.

Especialista também em astromedicina, esclarece ainda que a lua é quem rege o estômago na astrologia, que é diretamente ligado a câncer - responsável pelas memórias afetivas, familiares, que também influenciam as escolhas gastronômicas, trazendo referências passadas para o prato do momento atual. Quer saber se você se identifica? Acompanha a gente nessa viagem “astrogastronômica” de hoje.

O fogo que arde
Áries, leão e sagitário são os signos que integram o time do elemento que abre o movimento zodiacal. Cheios de energia, os nativos desse trio são determinados, dinâmicos e, acima de tudo, não conhecem muito o significado da palavra receio. Como o próprio fogo que arde e queima tudo em sua volta, são a ousadia em pessoa, inclusive à mesa. Os arianos não perdem um prato condimentado: especiarias agradam em cheio esses carneiros. Agitados, pedem alimentos que forneçam energia. Impacientes, não perdem muito tempo com receitas demoradas ou trabalhosas. Na mesma velocidade das garfadas, os de signo de áries preferem os pratos rápidos de fazer, comida frugal mas com sabor marcante, e vão sempre preferir carne vermelha a qualquer outra proteína.

Radiante como o próprio sol, os leoninos não somente apreciam o ritual da refeição socializada, como também valorizam a atmosfera de requinte de um prato elaborado e uma mesa bem posta. Dividir o momento com outras pessoas também é item do cardápio do vaidoso leão. À frente das caçarolas, ele vai caprichar na performance, com certeza. E não dispensa um belo elogio pela dedicação na cozinha. Pode até não parecer, mas sagitarianos também são movidos pelas chamas do fogo. Sendo assim, não é de surpreender que gostem de ingredientes pouco usuais, como cuscuz marroquino e receitas de influência indiana, por exemplo. Sabores fortes são bem-vindos. O nascido sob o signo de sagitário também é “chegado” numa porção farta.

Pés no chão: os conservadores regidos por Terra
A cautela e a estabilidade são características dos regidos pelo elemento Terra. Touro, virgem e capricórnio são a representação, em maior ou menor grau, da firmeza em pessoa. Enquanto signos dos elementos fluidos, como fogo, água e ar, oscilam ao sabor do ventania, correnteza e das chamas, os que têm a Terra no mapa são racionais, calculistas e determinados. As emoções surgem em segundo plano. Pensar e analisar antes de qualquer tomada de decisão são rotinas, inclusive na hora de escolher o que vai no prato. Afinal, é preciso ter os pés no chão para controlar absolutamente tudo.

Não seria exagero dizer que o indivíduo nascido em touro é o Garfield do zodíaco. Notoriamente comilão e dorminhoco, tem na mesa a sua segunda cama, digamos assim. Nunca vai dispensar uma belíssima lasanha, massas cheias de molho, pãezinhos. A gula é um dos pecados dos taurinos, que são pegos também pelas sobremesas do tipo dulcíssimas. Economia de calorias não é prioridade no menu nutricional do signo. Para ele, comer é viver.

Mais amarrado que boi no pasto, os de virgem são metódicos e perfeccionistas, e “meio chatinhos”, segundo Gabriella Somaschini. Não existe uma seleção de ingredientes de predileção dos virginianos que se destaque, mas, sim, o nível de exigência com a qualidade do que come - é altíssimo. Já quem é de capricórnio tem estômago de trator, difícil ter algum problema no processo digestivo. E a pão-durice que lhe acompanha no dia a dia - capricornianos são conhecidos por serem econômicos demais - é também notória no modo de se alimentar. Não perde uma boca livre, quer dizer, se você chamar um amigo do signo para jantar, ele vai sempre aceitar o convite para comer de graça. De junk food a receitas tradicionais, ele encara tudo. Quando elege um restaurante para frequentar, o quesito status é considerado e, se for fiel a alguma casa, vai pedir o mesmo prato sempre.
Água: sabores intensos

Não é de se estranhar que esse regente orienta as predileções para o mar e tudo em volta dele. Mas o que mais chama atenção é a influência da água ao estado sentimental dos signos de câncer, escorpião e peixes. Mesmo com personalidades distintas, eles se encontram na importância que dão às emoções , às vezes até com um quê de sonhador. Mas sabe aquele amigo que, na mesa de um restaurante, vai parar para ouvir o problema alheio nem que seja por um minuto? Pois, certamente, seu signo faz parte deste elemento.

“Câncer é regido pela lua, que rege o estômago e seu processo digestivo. Portanto, esta é uma pessoa que gosta de alimentos com água, cremes, leites e sopas, além de apreciar peixes e vegetais com alto teor de água, como nabo, repolho e couve. Gosta de doces, mais especialmente os caseiros” resume a especialista. Um cardápio como esse fica ainda melhor se for acompanhado de memórias afetivas. “É que ele aprecia as receitas da mamãe”, completa Graziella ao lembrar o apego do canceriano à família.

Nessa pluralidade entra o escorpião como uma espécie de água fervente. “É apreciador de ingredientes apimentados e que o faça descobrir sabores. Ele gosta do inusitado e do prazer não muito evidente, como provar bisteca com vinho tinto e risoto com páprica. Há preferência por carnes vermelhas”, detalha a astróloga. Sendo assim, fica fácil entender que este é um signo de intensidade, tanto nas emoções quanto no prazer de encher uma colher com temperos. Já o último signo da listra, peixes, resume a maioria das qualidades e desafios dos outros que lhe antecedem, por isso é até difícil defini-lo em poucas palavras. Mutável, o pisciano tem preferências ecléticas, mas sem fugir do provável na sua cozinha. É que ele adora mesmo frutos do mar, risotos, doces e frutas, muito por conta do frescor que proporcionam. Por terem a sensibilidade aflorada, também costumam ser mais emocionais e sentimentais na hora de comer, motivo para redobrar a atenção na hora de descontar tudo isso em um prato.
Ar e sua liberdade à mesa

Se você faz parte do elemento ar, certamente vai concordar sobre uma característica bem comum aos signos deste regente: a independência. Assim como o vento circula livre e sem amarras, os nativos de gêmeos, libra e aquário buscam essa compreensão de vida no seu dia a dia. Não à toa são pessoas que precisam de certo espaço na hora em que uma dificuldade aperta, como forma de organizar melhor suas ideias. Vale lembrar que, mesmo assim, são signos muito adaptáveis e que sabem lidar bem com os imprevistos que aparecem.

Agora imagine detalhes como esses levados à mesa. Geminianos, por exemplo, adoram ter opções ao alcance das mãos. Inquietos, ou melhor, ecléticos, eles gostam de experimentar novidades, apreciando bem as sugestões servidas para jantar, almoço e café da manhã. Já parou para pensar em como é difícil para este signo escolher apenas dois sabores da mesma pizza? Melhor seria um tipo para cada fatia, assim compensaria o apetite por variedade e a forte indecisão que isso provoca. “Acabam, então, por beliscar. E Isso revela personalidade, e cada um tem a sua, até mesmo para a escolha de uma roupa”, comenta a astróloga Graziella Somaschini Marraccini. No mais, o jeito dinâmico e, às vezes, acelerado, torna seu paladar aberto para alimentos coloridos, cítricos e bem variados.

Também nessa lista, os librianos, com toda sua sensibilidade e delicadeza, valorizam bem verduras cozidas, peixes e outros pratos caprichados. A boa refeição ainda acaba sendo aquela que tenha certa elegância, principalmente quando se refere à estética do prato, observando louça, cor e textura dos ingredientes. Por fim, o que os astrólogos mais lembram é sobre ter o cuidado para não descarregar suas emoções numa preparação muito farta, que desregule hábitos saudáveis. O curioso é que na contramão das possíveis formalidades do libriano, o signo de aquário não dá tanta importância assim a protocolos ou produções muito elaboradas. Mas isso não anula seu poder de apreciação à mesa. O fato de ele comer com certa tranquilidade e em proporções justas a sua fome, aumenta a capacidade de conhecer bem sobre cada ingrediente. Mais ainda quando queridinhos como raízes, grãos e cereais formam o cardápio, que, para fechar com chave de ouro, destaca sobremesas geladas ou algum doce de fruta. Sugestão de leitura
“Os signos na cozinha”
Autora: Gabriella Somaschini Marraccini
Editora: Companhia Editora Nacional com Bocatto
Preço: R$ 34,90

 

Veja também

McDonald’s inaugura restaurante na Zona Norte do Recife
Fast Food

McDonald’s inaugura nova unidade na Zona Norte do Recife

Confira lançamento do Negroni Milanese Riposato no mercado de destilados
Destilados

Confira lançamento do Negroni Milanese Riposato no mercado de destilados