Saúde

Alimentação ajuda a combater sintomas do pós-Covid

Investir em alimentos in natura é uma das dicas

O ômega 3 - presente nos peixes, por exemplo - ajuda a reduzir os sintomasO ômega 3 - presente nos peixes, por exemplo - ajuda a reduzir os sintomas - Foto: Pixabay

Mesmo após a recuperação, a Covid-19 pode deixar sequelas durante um bom tempo, como queda de cabelo, fadiga, dor de cabeça, problemas gastrointestinais e até mesmo perda de massa muscular. Com isso, uma das formas de ajudar a combater esses sintomas é dar um ‘combustível’ ao organismo de maneira saudável - uma alimentação equilibrada.  

Amigos da imunidade

Ingerir alimentos com uma boa carga nutricional influencia o corpo, de modo considerável, a funcionar melhor. A nutricionista Áurea Costa indica produtos que podem ajudar.

"Cada pessoa, de acordo com a sua passagem pela Covid, vai responder de forma diferente. Algumas pessoas por já apresentarem patologias crônicas ou excesso de peso, um sedentarismo, a recuperação será diferenciada tendo a alimentação como principal fator de auxílio na recuperação. Uma alimentação equilibrada, uso de suplementos proteicos, ômega 3, açafrão-da-terra e o uso habitual do (própolis) podem ajudar nessa diminuição e melhora de alguns sintomas pós-Covid’’, diz a especialista.

E como cada nutriente é essencial para controlar o sistema imunológico, a profissional aponta ser interessante investir em alimentos in natura, o famoso ‘descascar mais e desembalar menos’. "Banana, kiwi, leguminosas e ovos são alimentos que acabam auxiliando o nosso sono e ajustando o temperamento de estresse a afins", aponta.

Ajuda profissional

Costa também fala sobre a biotina — encontrada em frutas, leite, gema de ovo, carne vermelha e nozes —, também conhecida como vitamina B7. Ela ajuda na formação e manutenção da pele e dos cabelos, produção de glicogênio e proteínas, o que a torna essencial para o bom funcionamento do organismo.

Entretanto, a nutricionista aconselha procurar um profissional para analisar questões como a perda de massa muscular. "Esses itens precisam ser avaliados de forma individual. Precisamos identificar qual ponto que a Covid afetou para ainda está provocando essa perda de peso/massa muscular e queda de cabelo. Geralmente, uma suplementação adequada, de acordo com o seu médico ou nutricionista, e avaliar outros contextos, como realização de atividade física, pode-se melhorar o quadro"’, ressalta.  

Fuja do "não natural"

Assim como existem alimentos capazes de reduzir os sintomas, existem aqueles que pioram. É o caso de produtos fabricados - a dica é evitar, o máximo, biscoitos, sorvetes, bolos.

‘"Alimentos industrializados, ultra processados, geram inflamação no nosso corpo. Além de contribuir para o aumento de dores, podem causar inchaço, disfunção intestinal, gerando diarreia e constipação intestinal de forma alternada’’, destaca. De acordo com Áurea, deve-se optar sempre por "comida de verdade": frutas, verduras, raízes, arroz, feijão.

SERVIÇO

Nutricionista clínica Áurea Costa
Endereços: rua Ferreira Lopes, 480, Casa Amarela e rua Agamenon Magalhães, 60, São Lourenço da Mata
Instagram:  @aureacostanutri

Veja também

Melhor chef do mundo abre primeiro restaurante em Dubai; veja imagens dos pratos
Dabiz Muñoz

Melhor chef do mundo abre primeiro restaurante em Dubai; veja imagens dos pratos

Curso de Bartender está com inscrições abertas no Senac Recife; saiba mais
CURSO

Curso de Bartender está com inscrições abertas no Senac Recife; saiba mais