A-A+

Nutrição

Alimentação é aliada contra o câncer

Especialista orienta sobre o que consumir e o que evitar quando se tem a doença

Azeite de OlivaAzeite de Oliva - Foto: Divulgação/Shutterstock

A alimentação tem sido uma importante aliada na prevenção e até mesmo no tratamento de doenças. Não há o que contestar, não importando a gravidade da enfermidade. Especialistas são unânimes em afirmar que uma dieta equilibrada auxilia o corpo nos aspectos físicos e também nos mentais, o que, sobremaneira, significa que possam curar, vale destacar. Essa realidade também serve para os pacientes que sofrem com algum tipo de câncer.

De acordo com a nutricionista Cintya Bassi Souza, coordenadora dos Serviços de Nutrição e Dietética do Grupo São Cristóvão Saúde, o paciente oncológico requer atendimento multidisciplinar e individualizado. Além do oncologista, é importante o acompanhamento do nutricionista para traçar planos alimentares individuais e garantir que todos os nutrientes estejam inclusos no cardápio. "Aliada a atividades físicas, a alimentação deve ser baseada em alimentos naturais, rica em vegetais e pobre em ultraprocessados (industrializados)", aponta Cintya.

Acompanhamento permanente

Considerando que o tratamento de câncer é,geralmente longo e muito desgastante para o organismo do paciente, a especialista recomenda que o ideal é que el tenha acompanhamento constante, ou seja, em todas as etapas: o suporte desde o diagnóstico - cirurgia, quimioterapia, radioterapia ou transplante, por exemplo.

"É de extrema importância evitar a desnutrição, pois compromete a recuperação e aumenta o risco de infecções. Ao menor sinal, uma suplementação junto ao nutricionista é indicada", explica. "Em caso de náuseas e vômitos, evite ingerir líquidos com as refeições, coma em pequenas porções a cada três horas e opte por alimentos secos como torradas, biscoitos sem recheio e pães, frutas cítricas e banana nanica", sugere a nutricionista.

Cuidado com infecções

É preciso ficar atento ainda ao microrganismos que causam infecção. "É preciso realizar a higienização das mãos até o antebraço, além da mesa e bancadas da cozinha, com água e sabão. Os hortifrutis devem ser lavados em água corrente, para tirar a sujeira visível e devem permanecer de molho em solução (1 litro de água + 1 colher de bicarbonato ou água sanitária) por 15 minutos, seguido de um novo enxágue em água corrente", orienta Cintya.

Os medicamentos fortes podem causar mucosite - inflamações na boca, faringe e todo trato gastrintestinal, por isso, deve-se evitar pratos condimentados, quentes, ácidos. O doente passa a ser mais tolerante a texturas de shakes, sucos, gelatinas. Conheça outros alimentos que ajudam no fortalecimento do organismo do paciente oncológico:

• Azeite de oliva extravirgem

• Frutas oleaginosas, como castanha, amendoim, nozes e abacate

• Carboidratos complexos, como pães, massa e arroz integral, farinha de aveia, frutas e hortaliças

• Fontes proteicas de boa qualidade, como leite e derivados desnatados, carnes magras e grãos

• Alimentos frescos e não processados

• Muita água, para garantir melhor aproveitamento dos nutrientes e um bom funcionamento intestinal .
colaterais

Veja também

Sorveteria 50 Sabores chega a Pernambuco junto com o Café 50
Gastronomia

Sorveteria 50 Sabores chega a Pernambuco junto com o Café 50

Dia Mundial do Doador de Medula Óssea muda cores do Congresso Nacional
Doador de Medula

Dia Mundial do Doador de Medula Óssea muda cores do Congresso Nacional