Saúde

Conheça os alimentos que ajudam a reduzir os sintomas da ansiedade

A combinação de certas de vitaminas, minerais e gorduras boas pode ajudar as funções cerebrais, proporcionar mais energia e controlar as emoções.

Castanhas são ricas em triptofano, responsável pela produção de serotonina(hormônio do bem-estar)Castanhas são ricas em triptofano, responsável pela produção de serotonina(hormônio do bem-estar) - Foto: Ed Machado/ Arquivo Folha

Devido ao isolamento social pandêmico, os casos de ansiedade aumentaram significativamente. O Brasil é o país que lidera o ranking dos ansiosos. Segundo dados de 2020 da Organização Mundial da Saúde (OMS),

9,3% dos brasileiros têm algum transtorno de ansiedade, e a depressão afeta 5,8% da população. 
Ainda de acordo com a entidade, a depressão é a doença que mais contribui com a incapacidade no mundo.Ela é também a principal causa de mortes por suicídio, com cerca de 800 mil casos por ano.

As principais causas estão associadas a questões pessoais, sociais e econômicas. Ambas as situações pedem tratamento especializado, e mesmo multidisciplinar, em que a alimentação pode atuar como um auxiliar para a retomada da normalidade.

Hormônios fora do eixo

De acordo com o psicólogo José Roberto da Silva, entre os principais sintomas de ansiedade estão a dificuldade de concentração, frequência cardíaca elevada, respiração ofegante e sensação de cansaço.

É preciso ficar atento a esses sinais, que podem atrapalhar de forma altamente negativa a nossa vida. O especialista ainda fala que tanto em quadros de ansiedade como em depressão ocorre desequilibro hormonal. "Este desequilíbro diminui alguns hormônios responsáveis pelo bem-estar, felicidade e prazer, como a dopamina e serotonina", comenta.

Alimentação é amiga

"Acrescentar alguns alimentos à dieta pode ajudar no controle do transtorno, principalmente quando damos preferência àqueles ricos em probióticos, triptofano, magnésio, ômega-3, e vitamina C. Esses nutrientes ajudam a regular a flora intestinal e aumentam a produção de serotonina, hormônio conhecido por ser o responsável pela nossa felicidade", comenta a nutricionista Bettina Del Pino.

E se há substâncias que agem como gatilhos do bem-estar, ter uma alimentação saudável pode mesmo reduzir os sintomas de transtornos, contribuindo para a melhora da saúde mental, já que a combinação de certas de vitaminas, minerais e gorduras boas pode ajudar as funções cerebrais, proporcionar mais energia e controlar as emoções.

Vale ressaltar que a alimentação não cura ansiedade ou depressão, mas podem contribuir na diminuição dos sintomas, é aconselhável acompanhamento psicológico. 

O que evitar?

A nutricionista clínica e esportiva, Liliane Oliveira, conta que, da mesma forma que existem ingredientes que corroboram para uma boa saúde mental e emocional, há outros que devem ser evitados por agravarem as crises. É o caso daqueles que são ricos em açúcares e sódio, lanches fast food, bebidas alcoólicas, gorduras trans e até café. 

"O café contém cafeína, que provoca o aumento do cortisol (homônimo liberado no estresse), que em altas quantidades aumenta os sintomas de ansiedade. Bebidas alcóolicas podem desequilibrar a serotonina e outros neurotransmissores associados ao prazer e relaxamento’’, detalha a profissional. 

Amigos da saúde mental 

O ômega 3 é uma gordura que ajuda no funcionamento do cérebro e reduz ansiedade. Fontes: atum, salmão, sardinha, linhaça, chia, castanhas, etc

O magnésio é mineral que ajuda em casos de ansiedade e estresse. Fontes: sementes de abóbora, linhaça, chia, banana, aveia. etc

O triptofano ajuda a produzir serotonina. Fontes: queijo, banana, ovo, chocolate, castanhas, peixes, cacau, frango, etc

A vitamina C é um poderoso antioxidante. Fontes: acerola, laranja, goiaba, limão, brócolis, etc

Veja também

Bob's realiza Festival de Verão com milk-shakes e sorvetes especiaisGeladíssimo

Bob's realiza Festival de Verão com milk-shakes e sorvetes especiais

Uísque especial 'La Casa de Papel' chega ao Brasil às vésperas da estreia da última temporadaEspecial

Uísque especial 'La Casa de Papel' chega ao Brasil às vésperas da estreia da última temporada