Saúde

Alimentação saudável é importante para o desenvolvimento das crianças

Exposição precoce a alimentos ultraprocessados pode construir hábito alimentar precário na infância

O ideal é oferecer aos pequenos alimentos naturais como frutasO ideal é oferecer aos pequenos alimentos naturais como frutas - Foto: Pexels

A alimentação é a chave para o bom desenvolvimento e crescimento das crianças. A infância é o período essencial na formação das preferências alimentares. Por isso, é importante selecionar bem os alimentos que são oferecidos aos pequenos.

Segundo dados do Ministério da Saúde (2019), 2,4 milhões de crianças brasileiras estavam com sobrepeso, 1,2 milhão com obesidade e outras 755 mil com obesidade grave. Diante desse cenário, especialistas apontam algumas recomendações. 

Oferecer o que é saudável
Existem diversos fatores que contribuem para a construção de hábito alimentar precário na infância. A exposição precoce a alimentos ultraprocessados é um dos principais deles. "A partir do momento em que a criança experimenta industrializados como bolos, biscoitos, doces, sucos de caixinha, iogurtes saborizados, entre outros, esses tendem a ser mais aceitos. Por isso, é importante iniciar a IA (Introdução Alimentar) com alimentos nutritivos e saudáveis", comenta a nutricionista Nathália Oliveira. 

A especialista também reforça que é importante ficar atento aos rótulos dos produtos infantis, como aqueles que possuem imagem de um personagem. "Figuras de heróis, bonecos, princesas faz com que a criança fique num estado obsessivo por aquele alimento ou objeto", destaca. 

A hora é agora 
Segundo o Ministério da Saúde, a alimentação inadequada pode afetar o desenvolvimento infantil e nessa fase pode causar problemas graves como anemia, emagrecimento, obesidade, cansaço a longo prazo e até mesmo distúrbios psicológicos e motores. Com isso, de acordo com a nutricionista infantil Flaviana Tavares o momento ideal para inserir alimentos saudáveis é aos seis meses. 

"É quando o bebê começa a formar o paladar e aprender sobre alimentação. Para as crianças maiores é importante oferecer frutas, legumes e verduras nas principais refeições’’, diz a especialista, que indica ofertar ovos, carnes magras, tubérculos, peixe, aveia, frutas, feijão e arroz, mesmo que a meninada não tenha o hábito de comer. 

"Através deles as crianças recebem todo aporte de nutrientes necessários para o desenvolvimento. Sendo de extrema importância a presença de todos os grupos alimentares no cardápio da criança, como os carboidratos, proteínas, leguminosas, lipídios", complementa.  

Moderação desde pequeno

Apesar de não serem aconselhados como a principal escolha de lanches e refeições, doces e afins não são proibidos. O interessante é ponderar o seu consumo, sendo liberado o mínimo possível.

“Pode ser consumido em ocasiões especiais como aniversários, comemorações, etc. Sempre de forma esporádica e sem exagero. Para a alimentação habitual podemos substituir esses alimentos por receitas caseiras como sucos de frutas, bolinhos caseiros, panquequinhas, biscoito com fibras.’’, conclui Tavares. O que também pode ser feito é incentivar a prática de atividade física infantil, assim como reduzir o tempo das crianças em frente às telas. 

Serviço
Nutricionista Infantil Flaviana Tavares
Consultórios: Empresarial Camilo Brito, rua Arnóbio Marques, 253, Santo Amaro; Derby Center (rua Joaquim Nabuco, 409, Graças)
Instagram: @meubemnutrido

Nutricionista Nathália Oliveria 
Consultório: Ed. Olympio, rua do Hospício,194, Boa Vista
Instagram:@nathaliaoliveiranutri 

Veja também

Brownie de milho com goiabada: aprenda receita prática e faça em casa
RECEITA

Brownie de milho com goiabada: aprenda receita prática e faça em casa

São Paulo: restaurante japonês Kotori, do chef Thiago Bañares, completa três anos com novo cardápio
SÃO PAULO

São Paulo: restaurante japonês Kotori, do chef Thiago Bañares, completa três anos com novo cardápio

Newsletter