Aprenda a fazer um cuscuz nordestino

Aprenda com a chef Ana Karinina a fazer um cuscuz com calabresa e carne de sol

Paulo Câmara visitou o São João de várias cidadesPaulo Câmara visitou o São João de várias cidades - Foto: Hélia Scheppa/SEI/Divulgação

Todo nordestino que se preze monta a mesa do café da manhã (e também do jantar) com um protagonista à altura da refeição farta: o cuscuz. O prato de origem árabe com os flocos de milho hidratados e cozidos a vapor tem forma, cor e aroma afetivos a quem nasceu pelas bandas de cá, e nem se dá conta do berço que origina essa comida. Para além das fronteiras sobram versões com o alimento de tom amarelo vibrante, a exemplo do que a chef Ana Karinina montou para Sabores. A receita ficou ainda mais regional ao unir carne de sol e queijo de coalho sem mistérios e pouquíssimo tempo de preparo.

Ingredientes

Para hidratar:

1 xícara de flocão de milho
½ xícara de água
Sal a gosto

Para o recheio:
2 colheres de sopa de carne de sol picada
1 calabresa picada
2 colheres de sopa de cebola picada
1 colher de sopa de manteiga
Coentro a gosto
3 colheres de sopa de manteiga de garrafa

Preparo:
- Hidrate o floco de milho com água e sal, misturando bem os ingredientes. Deixe descansar por, pelo menos, cinco minutos
- Numa frigideira refogue a cebola com manteiga, carne de sol e calabresa até dourar bem os ingredientes
- Na cuscuzeira de porção individual, distribua o floco de milho já hidratado sem pressioná-lo na forma. Intercale com a carne de sol e leve ao fogo médio por até dois minutos
- Desenforme em um prato grande e finalize com queijo de coalho por cima, que pode ser maçaricado ou assado numa frigideira
- Inclua a manteiga de garrafa e talos de coentro com pimenta para decorar

Serviço:
Culinária com Amor
Endereço: rua Jornalista Edson Régis, 393, Jardim Atlântico - Olinda.
Informações: 98976.3232

Veja também

O que são os polifenóis
BACO & CIA

O que são os polifenóis

Conheça algumas das sopas mais tradicionais e faça uma de beterraba
FOLHA GASTRONÔMICA

Conheça algumas das sopas mais tradicionais e faça uma de beterraba