Aprenda a montar uma lancheira saudável

Seja na escola ou no passeio do fim de semana, montar um cardápio saudável para os pequenos exige criatividade e atenção

Cardápio prático e saudávelCardápio prático e saudável - Foto: Brenda Alcântara/Folha de Pernambuco

É certo que as crianças adoram salgadinhos, refrigerantes, bolos, biscoitos e chocolates. E esses alimentos podem, sim, estar incluídos no cardápio dos pequenos. Mas é importante destacar que o excesso desse tipo de comida pode provocar problemas sérios de saúde, como diabetes, hipertensão e obesidade. Por isso, a iniciativa de ensinar os menores a ter uma alimentação saudável deve começar logo cedo, pois é nesse momento que ocorre a formação do hábito alimentar.

Seja na ida para a escola, um passeio nas férias ou até alguns dias na casa dos avós, um item importante e que demanda bastante atenção é a lancheira. Para fugir de sucos e alimentos industrializados e abarrotados de conservantes, os pais devem optar por comidas mais leves e ricas em nutrientes, como frutas, verduras, legumes e cereais integrais. “No lanche podemos oferecer uma fruta - as da estação são sempre mais recomendadas -, um carboidrato, uma proteína e um líquido, dando preferência para a água. Diversificar a apresentação dessas lancheiras é um aspecto que merece destaque. Para unir praticidade com saúde, é possível intercalar alimentos processados e industrializados com os caseiros e in natura, dando sempre preferência aos produtos naturais”, detalhou a nutricionista materno-infantil, Luciana Nunes.

Leia também:
O clima e a saúde
Alimentos fermentados ajudam na saúde do corpo
Cozinhar com bebida alcoólica exige técnica


A dúvida é como tornar esses alimentos mais saudáveis atraentes aos olhos da criançada. A primeira dica é levar os filhos a feiras e hortifrutis e apresentar diferentes tipos de frutas e hortaliças, de várias cores e formatos, para que isso gere uma curiosidade deles com a comida. Outra orientação é tornar a lancheira uma caixinha de diversão, podendo dar a saladas e frutas uma forma variada de desenhos e personagens, brincando com a imaginação.

Essa maneira de organizar o lanche tem funcionado para Joana Barros. A personal trainer, mãe de Valentina, de apenas dois anos, monta os pratos para a filha com composições que vão desde picolé de melancia, tortinha de inhame e pãozinho sem glúten, a kiwi cortado em formato de estrelinha. Joana também inclui no mini-menu opções de sucos, iogurtes, biscoitos integrais e água de coco.

“Mesmo com a vida corrida que levamos, procuro sempre ver o que tenho em casa de mais saudável. Opto quase sempre por mandar um carboidrato, uma proteína e uma fruta. Quando a comida não é muito atrativa, deixo coladinho na lancheira a foto de algum personagem que ela gosta, porque quando ela pega para comer, já chama a atenção dela”, explicou Joana, que deu a dica: “eu sempre deixo ela experimentar antes de colocar na lancheira. Se vejo que gostou, deixo”.

Para ajudar nessa transição e motivar as crianças a terem hábitos mais saudáveis, confira essa receita de pão fofinho sem glúten. O prato é simples e prático, podendo incrementar a hora do lanche.

Ingredientes
· 1 ovo
· 1 colher de sopa de farinha de arroz
· 1 colher de sopa de iogurte natural (desnatado ou integral)
· 1 colher de café de fermento de bolo

Modo de preparo:
· Bata todos os ingredientes com um garfo ou um fouet em uma caneca. Despeje em um recipiente que possa ir ao microondas. Não é necessário untar, nem acrescentar sal.
· Asse no microondas por 2 minutos e 20 segundos
· Ao retirar do microondas, toste o pãozinho em uma frigideira antiaderente sem óleo até ele dourar.
· Corte no meio e acrescente um recheio de sua preferência


Veja também

Itens como macaxeira fornecem energia e garantem o fortalecimento do sistema imunológico
Saúde

Itens como macaxeira fornecem energia e garantem o fortalecimento do sistema imunológico

Tem formiga no prato: o sucesso das tanajuras e outros insetos na culinária
Comidas exóticas

Tem formiga no prato: o sucesso das tanajuras e outros insetos na culinária