Cardápio equilibrado garante força para o crossfit

Para exercícios físicos de alto impacto, especialistas reforçam a importância da alimentação rica em nutrientes

AlimentaçãoAlimentação - Foto: Ed Machado/Folha de Pernambuco

Quando começou a ganhar adeptos no Brasil, o crossfit parecia apenas mais uma moda passageira. Pouco a pouco, a modalidade acabou caindo no gosto dos frequentadores de academias e já se popularizou. Criado pelo norte-americano Greg Glassman, o método de treinamento consiste na realização de exercícios funcionais, feitos em alta intensidade e constantemente variados. Tendo em vista essas características, é imprescindível garantir uma boa nutrição ao praticar o esporte.

Para ter uma ideia, o crossfit é um esporte que leva o corpo ao seu extremo. Os treinos costumam durar entre 40 e 60 minutos, combinando força, resistência cardiovascular e respiratória, agilidade e flexibilidade. Segundo a nutricionista Mariana Domício, que realiza o acompanhamento dos alunos da Army Crossfit, no bairro da Jaqueira, a dieta de um ‘crossfiteiro’ deve conter fontes de carboidrato, proteínas e gorduras mono e poli-insaturadas, colesterol proveniente de alimentos limpos, alimentos anti-oxidantes e anti-inflamatórios, alimentos ricos em fitoquímicos e uma ingestão adequada de água.

Uma alimentação adequada é essencial para manter o rendimento durante e após a prática esportiva, cuidar da imunidade do organismo e garantir melhor recuperação. Além de aumentar a hidratação diária, na média de 40ml/kg de peso, a nutricionista recomenda um mistura de limão, cúrcuma, extrato de própolis, gengibre com 100ml de água, para auxiliar na imunidade. Quando o assunto é pré-treino, vale se alimentar uma hora antes da atividade física, dando ao corpo o tempo certo de fazer a digestão. Já produtos como açúcar, frituras e bebidas alcoólicas devem ser evitados, pois dificultam o desempenho do organismo.

Leia também:
Nutrição Comportamental
Nutrição na Síndrome de Down


Aos que têm no crossfit sua atividade física preferida, o personal trainer José Marcelino Azevedo alerta sobre a necessidade de respeitar as limitações físicas de cada pessoa. “Realizamos um trabalho de conscientização dos alunos mostrando que os movimentos precisam seguir um processo de evolução técnica e de segurança em primeiro lugar, como o ganho de mobilidade articular, por exemplo, para que se crie uma estrutura física que suporte o aumento progressivo e seguro das variáveis do treinamento. Permitindo que assim se pratique a modalidade com a maior segurança possível”, comenta o profissional.

Veja também

Breja Mais lança kit harmonizado para atrair cervejeiros
Cerveja

Breja Mais lança kit harmonizado para atrair cervejeiros

Vinho: bebida inspira livro “Entre Vinhos e Paixões”
Vinho

Vinho: bebida inspira livro “Entre Vinhos e Paixões”