Comida para espantar esse frio

Nem só de sopa vive o cardápio de inverno. Entre pratos típicos e novidades da época, um roteiro para ninguém passar vontade nesse inverno

Sopa no pão do Na VendaSopa no pão do Na Venda - Foto: Ed Machado/Folha de Pernambuco

A ciência diz que no inverno as pessoas comem mais para o organismo estocar calorias e enfrentar a baixa dos termômetros. Embora o clima nos trópicos não seja para tanto, na primeira queda de temperatura bate a vontade de aquecer o corpo com produções quentes e, na maioria das vezes, gordurosas. Se você não quer passar por esse frio, com pegadinha de 17ºC repentinos na Capital pernambucana, confira as preparações mais reconfortantes da estação.


Revigorante
Na lista de sopas do Café do Brejo, a de cabeça de galo é engrossada com farinha de mandioca, caldo de carne com legumes e fios de ovos (R$ 18,90). Acompanha torradas feitas de pão caseiro de massa de jerimum, batata-doce ou macaxeira à escolha do cliente. Numa outra linha, as panelinhas com comidas quentes e caseiras também saem aos montes. Tem lasanhas com molhos caseiros, sendo a mista por R$22,90, frango R$ 23,90 ou bolonhesa R$ 22,90. Endereço: rua Capitão Lima, 20, Santo Amaro. Instagram: @cafedobrejorecife

Bolo fondue é pedida doce no Na Venda

Bolo fondue é pedida doce no Na Venda - Crédito: Ed Machado/Folha de Pernambuco


Aconchego
Duas novidades fixas entraram no cardápio do Na Venda Chocolate & Cafés. Ambos são pratos individuais. A sopa agora pode ser servida dentro do pão Recife, macio e levemente adocicado. Entre os 12 sabores de recheio estão abóbora com charque, abóbora com manga, feijão, caldo verde, cebola e alho-poró (R$ 15,80). De sobremesa, o minibolo fondue é um bolinho cremoso de chocolate meio amargo com brigadeiro mole de chocolate no centro. É só mergulhar morango, uva e banana (R$ 10,90). Endereço: rua Amélia, 373, Graças. Instagram: @navendacafe


Em Gravatá
Fica no Polo Moveleiro, no Centro de Gravatá, no Agreste do Estado, um dos empreendimentos mais recentes do município. A Vin Gogh Wine Bar & Store, como o nome dá conta, é especializada em vinho - que pode ser levado ou consumido no próprio espaço. O estabelecimento tem agenda movimentada com confrarias e harmonizações, e oferece uma boa carta com rótulos de vários 11 países a partir de R$ 26. Dois destaques estão na categoria de espumantes: o Cave Geisse Blanc de Noir (R$ 174) e o Valmarino brut branco champenoise (R$ 102), ambos são ótimos exemplares da espumanteria brasileira. Pouco comum nas cartas de restaurantes locais, a Alemanha está representada com um único rótulo de sua uva mais emblemática: Villa Wolf Dr. Loosen Gewürztraminer (R$ 86). Para acompanhar, carpaccio, tábua de frios e queijos locais, antepastos, bruschetta, fondue de queijo e de chocolate. Endereço: rua Duarte Coelho, 14, Centro - Gravatá. Instagram: @vin_gogh_winebar.


Para veganos
O novo cardápio do Borsoi conta com dois caldos, um deles é vegano e leva caldo de jerimum, curry e gengibre com leite de coco, por R$ 14,90. A outra pedida é à base de ervilha com bacon, que sai por R$ 14,50. Ambos acompanham torradas. Endereço: edifício Califórnia - rua Artur Muniz, 82, Boa Viagem. Instagram: @borsoicafeclube


Quentinho
Para aquecer, o chef Biba Fernandes sugere dois gratinados. Um deles leva musseline de macaxeira, parmesão e carne de sol (R$ 59) e o outro traz camarões gratinados com purê de batata, brócolis e couve flor (R$ 65). Endereço: av. Eng. José Estelita, s/n, Cabanga. Instagram: @ chicamarecife


Em Triunfo
A pousada Baixa Verde, no Sertão pernambucano, trabalha com opções de inverno nas pedidas de entrada e principal. As sopas de legumes, caldo verde, abóbora, carne seca e batata com queijo de coalho saem a R$ 18 com torrada e café. Das entradinhas, destaque para o queijo brie maçaricado com geleia de pimenta. De principal, fondue de queijo, carne ou bode para duas pessoas. Para acompanhar, as bebidas vão do chocolate quente com cachaça (R$ 12) ou cappuccino com rapadura (R$ 9). Endereço: rua Manoel Paiva dos Santos,114, centro, Triunfo PE. Instagram: @pousadabaixaverde


Francês
A sopa gratinée à lóignon é pedida fixa no Villa Cozinha de Bistrô. Trata-se de um caldo com tiras de cebola refogadas na manteiga coberto com torrada de pão baguete. Sai gratinado com queijo Minas. Porção completa a R$ 21 e meia a R$ 15,90. Endereço: Shopping Tacaruna, piso L1. Instagram: @villabistro

Fondue de queijos emmental e cheddar no Taverna Suíça

Fondue de queijos emmental e cheddar no Taverna Suíça - Crédito: Divulgação

Tradição
O Taverna Suíça, em Gravatá, so­ma 50 anos de expertise com fondue. Não à toa tem opções já bem co­nhecidas do público, como fondue Mississipi, à base de queijo ched­dar, Emmental, ervas, camarão grelhado e batatas refogadas. Quem preferir, pode pedir uma sequência com queijo, depois carne - com opção de 250g ou 500g - e de chocolate ao leite. Endereço: av. Cícero Batista de Oliveira. Informações: 3533.0299


Regional
Com três cozinhas industriais, o restaurante Mania Caseira, em Gravatá, consegue produzir pizza, petiscos e fondues. Nesse último, a versão completa com filé mignon ou queijo, para duas ou três pessoas, sai no preço promocional de R$ 79,90 - nos sábados de inverno. Endereço: rua Manoel Bento da Silva, 75, Nossa Senhora das Graças, Gravatá. Instagram: @maniacaseiraoficial


Hora do chá
A lista de bebidas quentinhas da Coffeetown começa com o chocolate servido com leite vapori­zado, sendo de 600ml por R$ 12 e o de 180ml por R$ 16. Já o irish coffee tradicional leva espresso com uísque, açúcar mascavo e chantilly (R$ 22). Entre os chás, o do tipo chai é adoçado e servido com leite (R$ 12). Endereço: Shopping Recife, 1º piso. Instagram: @coffeetownrecife

Proteico
Além da carta de cafés, o Cordel sugere três versões de cremes com proteínas. Uma delas tem a base de jerimum acompanhada por cubos de queijo de coalho, carne de sol ou frango, acompanhada de torradas com molho de ervas especiais - vale consultar a opção vegana. Outra dica é um creme de macaxeira com catupiry e queijo parmesão, carne de sol ou frango, também com torradinhas. Qualquer um sai por R$ 16,90. Endereço: rua do Marques, 43, Parnamirim. Instagram: @cordelcafes

Queijos e embutidos para acompanhar vinho no Ponte Nova

Queijos e embutidos para acompanhar vinho no Ponte Nova - Crédito: Ed Machado/Folha de Pernambuco

Queijos
Com o nome de ‘Queijos Daqui e De Lá’, o restaurante Ponte Nova sugere esse, que é minifondue de queijo ligado na farinha de mandioca, gratinado na cumbuquinha de barro, recheado com compota de tomates e uvas verdes. Sai completo por R$ 34 e meia a R$ 20. O prato ainda acompanha fatias de pães rústicos. A outra opção é o ‘Queijos da Serra & Salame da Onça’, abastecido com queijos brie e morbier Campo da Serra, salame Yaguara cortado na faca, jamon serrano servido com compota de goiaba artesanal e cestinha de pães (R$ 45). Endereço: rua do Cupim, 172, Graças. Instagram: @ponte_nova

Mais endereços:

Chá com Chita
Sugestão: combo com bolo de laranja, salgadinho de queijo e espresso
Instagram: @chacomchita

Casa do Pará
Sugestão: tacacá (mistura entre tucupi, caldo feito a partir da mandioca, camarão e jambu)
Instagram: @casadopara

Recanto da Moqueca
Sugestão: moqueca mista com camarão e peixe meca
Informações: 98826.9697

Padaria Nova Armada
Sugestão: sopa no pão italiano
Instagram: @padaria.nova.armada

Bodega de Véio
(Serra Negra)
Sugestão: tábua de queijos com vinho
Instagram: @bodega.serranegra

Harina Café
Sugestão: sopa de abóbora com charque
Instagram: @harina.cafe

Café Lumière
Sugestão: creme de abóbora com cogumelos defumados (vegano)
Instagram: @cafelumiererecife

Casa Chacon
Sugestão: fondue de queijo do reino com bolo de rolo
Instagram: @casachacon

Safra do morango vai até outubro

Safra do morango vai até outubro - Crédito: André Nery/Arquivo FolhaPE


Tempo de morango na feira

Não estranhe as prateleiras abastecidas de morango neste mês de agosto, época boa de colheita da fruta. É na chamada safra de inverno, que se estende até outubro, o período em que o produto atinge o auge de nutrientes e sabor possíveis aos preparos culinários. Leia-se uma sutil acidez, que funciona bem em geleias, compotas, sucos, saladas e sobremesas em geral.

Para dar conta das possibilidades na cozinha, a boa notícia é que o preço tende a diminuir nesse período, quando a oferta duplica. Para ter uma ideia, no Centro de Abastecimento e Logística de Pernambuco (Ceasa-PE), o quilo da fruta já sai em média a R$ 20, mais em conta se comparado a meses anteriores, quando o produto chegava a média de R$ 25 o quilo.

Leia também:
Como a França revolucionou a gastronomia
Além da gastronomia fit
[Fotos] Quem faz a gastronomia pernambucana

Para ter certeza se ele está pronto para o uso gastronômico, a culinarista Paula Trindade diz que é preciso verificar seu estado uniforme e vermelho. “As partes brancas ou verdes indicam uma fruta que ainda não está madura e, portanto, não é muito doce. As dimensões não são tão importantes. Já as variedades cultivadas têm um sabor similar, sejam elas pequenas ou grandes”, explica. Também é importante verificar bem todo o conteúdo das bandejas. Se houver morangos amassados ou, pior, levemente mofados, a orientação é trocar toda a embalagem. “Uma única peça nesse estado fará todas as outras se deteriorarem muito rapidamente”, completa.

Os mais escuros possuem maior teor de antocianinas, poderosos antioxidantes. Mas, para preservar benefícios tão bons aos organismo como esse, algumas dicas são essenciais. A primeira é conservar em um prato, ou num recipiente de vidro ou cerâmica e manter na geladeira por no máximo dois ou três dias. “E o mais importante: ele deve ser mantido seco e só deve ser lavado no momento do consumo, tomando cuidado para lavá-lo com o caule, caso contrário, a água será absorvida dentro do morango”, aponta Trindade.

 

 

 

Veja também

Gaste pouco no preparo de um peixe branco para o almoço
Receita

Gaste pouco no preparo de um peixe branco para o almoço

Aveia é ingrediente útil no ganho de massa magra
Saúde

Aveia é ingrediente útil no ganho de massa magra