Saúde

Confira os alimentos que ajudam a aliviar os efeitos da gastrite

Invista na rotina saudável para amenizar os síntomas de azia e estufamento

Peixes, como salmão, são ricos em ômega 3, uma substância antiinflamatóriaPeixes, como salmão, são ricos em ômega 3, uma substância antiinflamatória - Foto: Pixabay

Quem costuma sentir uma queimação chata no estômago sabe o quanto alguns alimentos podem intensificar tamanho desconforto. A azia, assim como o enjoo e até mesmo o vômito, está entre os sintomas comuns da gastrite, que acomete cerca de 70% dos brasileiros, segundo pesquisas de saúde. Para amenizar a estatística, a solução está na boa frequência de hábitos saudáveis, como a escolha de ingredientes que protegem o aparelho digestivo. 

Para início de conversa você saberia identificar a origem do problema? A maioria dos casos surge por conta de uma bactéria chamada helicobacter pylori, que se instala abaixo do muco do estômago e vai liberando uma enzima capaz de modificar o PH da região. E tudo isso pode ser atenuado com hábitos que estimulem a produção de secreções naturais. O estresse, por exemplo, aumenta a produção da adrenalina. Ficar sem comer também ajuda a liberar secreções ácidas. Por isso, nutricionistas sugerem a alimentação a cada três horas.
 



Para ajudar a neutralizar o PH ácido, alguns ingredientes são essenciais. A batata inglesa é uma delas “Além de conter vitaminas do complexo B e C, fósforo, ferro, potássio e cálcio, que fortalecem a musculatura e os ossos”, explica a nutricionista Juliana Neves, antes de dar uma dica valiosa. “A batata cozida é um dos melhores remédios para combater a acidez estomacal, pois ela contém propriedades capazes de alcalinizar o ph, aliviando os sintomas da azia, má digestão, gastrite e doenças estomacais em geral. Geralmente, toma-se como suco, optando pela forma crua do alimento”, completa. Os estudos ainda são escassos em relação a esse benefício, mas, segundo especialistas, a provável causa é por conta do grande número de fibras, que também facilitam o processo digestivo, combatem o mau colesterol e facilitam a ação da insulina no corpo.

A lista continua com legumes e verduras cozidos, porque facilitam a mastigação e a digestão, amenizando as funções do estômago. Já a maçã é conhecida por aliviar os desconfortos gástricos, por conta de seu efeito antiácido. Os peixes também devem entrar na dieta, por serem ricos em ômega 3, um antiinflamatório poderoso. Por fim, as frutas vermelhas, como morango, acerola e amora, ostentam flavonoides, que são compostos antioxidantes.


Para evitar
Nutricionistas são unânimes ao pedir para o paciente evitar produtos ricos em corantes e conservantes, como sucos em pó e salgadinhos industrializados. É que eles têm potencial de irritar a mucosa gástrica. Isso acontece com refrigerantes, pimenta e café em excesso.

Veja também

Você sabe diferenciar fome e ansiedade?
Exageros

Você sabe diferenciar fome e ansiedade?

Dia da Gula: você tem fome de quê?
Pandemia

Dia da Gula: você tem fome de quê?