Gastronomia

Conheça os novos pratos de jantar do Arvo Restaurante

Sob comando do chef Pedro Godoy, cozinha aposta nos itens para compartilhar à mesa

Cupim prensado é prato para compartilhar Cupim prensado é prato para compartilhar  - Foto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco

Para além da experiência gastrô, o novo cardápio de jantar do Arvo Restaurante, no bairro do Torreão, agora propõe a facilidade de beber e dividir vários pratos numa mesa de amigos. Assim, entra em cena o menu com itens ampliados e em porções menores para um grupo interagir e compartilhar da mesma pedida. 

A ideia é do chef e sócio-proprietário Pedro Godoy, que desde 2019, com a inauguração da casa, vem trabalhando a brasilidade da cozinha de diferentes maneiras. Esse é o momento de ampliar ingrediente, técnica e apresentação. “Entendemos que há várias tendências no mercado. Não só daqui, mas de maneira nacional. A gente se inspira muito e busca referência no que os melhores do País fazem”, destaca Pedro, com a expertise de quem já vivenciou estudo e trabalho fora do Brasil.

Novidades à mesa

Com o horário de jantar estabelecido há um ano, o público vinha dando sinais de que a “vibe” do Arvo é a menos burocrática possível. Leia-se noites com vinho, drinks da casa e, claro, os itens para beliscar. Nesse quesito, além de uma cestinha farta de pães, com várias produções artesanais da casa, chama atenção a lista “para comer com a mão”. “São finger foods, canapés, que a gente traz essa história da interação. Todo mundo pode pegar o seu capapé e ter esse compartilhamento”, completa o chef.

Dada a missão, vá sem medo no taco crocante de milho, coberto por frango frito, guacamole, sour cream, cebola fermentada e coentro (R$ 35). Outra boa pedida são os charutinhos crocantes de atum. Três deles estão sobre uma caixa de madeira, protagonizando o tartar de atum finalizado com aïoli de wasabi e ervilha crocante (R$ 48). “Temos inserido o atum no nosso cardápio, aprendendo a lidar com a delicadeza do pescado. Então a gente reformou a casa e a área de produção, colocamos uma caixa d'água para ter sempre água tratada e com controle de temperatura, além de dar treinamento para a equipe”, reforça Pedro.

A lista segue com pedidas mais robustas, a exemplo do cupim prensado ao seu demi glace, com charuto crocante de cebola caramelizada, purê de couve-flor tostado, batata sauté e brócolis (R$ 80). Ainda nessa pegada de “refeição”, o visitante encontra o filé curado (R$ 84) e o peixe ao curry (R$ 95). “Fizemos uma viagem recente para Peru e Colômbia, e antes fui para o Rio, ver o que tinha de tendência nacional e, depois internacional, em termos de ingredientes”, conta.

Fica fácil entender essa referência estrangeira ao pedir mais uma entradinha: patacones de camarãoPatacone é um prato colombiano feito com banana verde frita, então coberta por camarão crocante e chouriço ao romesco (molho típico espanhol à base de pimentão vermelho e outros ingredientes). Custa R$ 45.

Por fim, as sobremesas conquistam a mesa logo pela apresentação. A de morango e panacota reúne mousse de chocolate branco com sorbet, calda e tartar de morango (R$ 30). Já o bem casado é um picolé de chocolate branco servido com mousse de chocolate 70%, mais paçoca de amendoim com coco seco e caramelo salgado (R$ 30).

Serviço:
Arvo Restaurante
Endereço: R. Djalma Farias, 170 - Torreão, Recife
Telefone: 99673.7122
Instagram

Veja também

Dia do Garçom: conheça histórias de profissionais antigos no Recife
Gastronomia

Dia do Garçom: conheça histórias de profissionais antigos no Recife

Aprenda os truques do bolo inglês tradicional
Receita

Aprenda os truques do bolo inglês tradicional