Cool em São Paulo: Futuro Refeitório

Antiga garagem em Pinheiros virou porto seguro do conceito plant based

Conceito: panificação de 1ª, café de qualidade e menu de vegetaisConceito: panificação de 1ª, café de qualidade e menu de vegetais - Foto: Gui Galembeck/Divulgação

SÃO PAULO - São Paulo é uma cidade difícil quando o assunto é comida, tem muito lugar bom e de um tudo. É praticamente impossível passar um mês sem que algum novo restaurante, cafeteria, bar ou empório dê as caras.

Ultimamente, em especial, muitos amigos têm me pedido dicas de onde comer na capital paulistana - sortudos, estão com viagem marcada para os próximos meses, e eu fico só na vontade. Adoro aquela cidade. Há algumas semanas, porém, fiz uma passagem rápida e aproveitei para conhecer algo novo.

A indicação do colega jornalista Luiz Américo foi um almoço no faladíssimo Futuro Refeitório, das irmãs e sócias Gabriella e Karina Barreto. Gabriella já é figura conhecida no ramo de restaurantes, à frente também do bem-sucedido Chou, o que certamente já justificaria as constantes filas de espera no restaurante-garagem no bairro de Pinheiros.

Antes de acessar a comida, o ar cool do lugar dá as caras logo na entrada do antigo estacionamento: um neon avisa "Deve ser aqui", dando a dica definitiva de que o Futuro não é nem de longe um lugar previsível. Poucas foram as intervenções estruturais, dá para notar.

A pintura das paredes foi preservada, com as clássicas listras amarela e preta de uma garagem comum, e a crueza do galpão também se manteve. Mesas, para pequenos grupos e comunitárias, e nichos com sofás preenchem o reduto quase de forma improvisada, mas basta olhar para o lado e sacar que o amadorismo também passou longe dali.

Uma excelente estação de barismo, coordenada por Natália Ramos Braga, experiente no ramo de cafés, se afilia a uma pequena panificação fincada no processo de fermentação natural e viennoserie assinada por outra fera no assunto, Hanny Guimarães.

A conta fecha com o menu que vai à mesa. Gabriella estimula o consumo de legumes e vegetais, no melhor estilo plant based, oferecendo combos de almoço divididos em "Íntegro", com quatro porções que priorizam legumes e vegetais (R$ 38), o "Onívoro", com três plantas e um animal - aqui entram frango orgânico, ovo, peixe e contrafilé (R$ 43), e "Sanduíche", contendo um sanduba e uma porção de legumes (R$ 36).

Optei pela primeira opção e na minha bandeijinha de alumínio vieram quiabo em conserva, curry amarelo de vegetais com leite de coco, grão-de-bico, cogumelo e arroz basmati e corn bread com ricota e alho-poró. Não me arrependi e sai bem satisfeita com o tamanho final do prato.
A carta de bebidas é enxuta, mas contempla vários estilos. Há espressos (R$ 6,50) e coados (R$ 8/R$ 9) preparados com grãos de vários produtores do Brasil, cold brew (R$ 8), latte gelado (R$12). Mais chá obaatian, chá latte, suco de gengibre e sucos com vegetais.

As batidas pareceram deliciosas, não provei, mas o "bunny spice", com cenoura, banana, gengibre, canela e leite de amêndoas (R$ 15) parece ótimo. Dá para levar café fresco para casa, torrado e moído no Futuro, que me parece ser a melhor recordação da casa, além da própria refeição por lá. Se couber, não dispense o pain au chocolat.


SERVIÇO
Futuro Refeitório - Rua Cônego Eugênio Leite, 808, Pinheiros (São Paulo). Informações: (11) 3085-5885. Instagram: @futurorefeitorio

Veja também

Pão de queijo tem linguiça de bode e crispy de couve. Aprenda
Receita

Pão de queijo tem linguiça de bode e crispy de couve. Aprenda

Conheça os alimentos considerados patrimônio histórico
Histórico

Conheça os alimentos considerados patrimônio histórico