Finanças

Empreendedores negros do ramo alimentício receberão aporte de R$ 30 mil

Projeto Fundo Baobá para Equidade Racial anunciou seus 14 ganhadores

Fundo Baobá anuncia 14 empreendedores que receberão aporte financeiro Fundo Baobá anuncia 14 empreendedores que receberão aporte financeiro  - Foto: Freepik/Reprodução

O Fundo Baobá para Equidade Racial anunciou os 14 empreendedores (as) negros (as) do ramo alimentício, que receberão R$ 30 mil para crescimento de suas empresas. O resultado foi anunciado pela multinacional General Mills, com base na seleção através do edital do projeto "Negros, Negócios e Alimentação". Além do valor, há um programa de capacitação, abordando temas sobre gestão de negócios.

 

Vale lembrar que o projeto promoveu, entre novembro do ano passado e janeiro deste ano, o edital voltado a empreendedores negros e negras do segmento da gastronomia do Recife e Região Metropolitana. O auxílio financeiro será destinado à recuperação econômica de comércios gastronômicos nas suas mais diferentes formas: buffets, comida de delivery, barracas em pontos fixos ou volantes, docerias, restaurantes e outras. 

Selecionados
Akuenda Translésbicha Buarque de Souza e Dhuzati Monstruosidades (Antiespecistas - Recife/PE); 
Aleff Souza do Nascimento (Delícias do Alleff Recife/PE); 
Alexsandra Maria da Silva (Cozinha Buliçosa Recife/PE); 
Angélica Nobre de Lima Silva (Angu Culinária Sustentável e Afetiva - Recife/PE); 
Isamara Costa Cruz (Acarajé da Tia Joana - Recife/PE); 
Manoelly Soledade Vera Cruz da Silva (MaMê Comidinhas - Paulista/PE); 
Maria da Paixão de Brito (Capibaribe Doces e Salgados - São Lourenço da Mata/PE); Marileide Alves de Lima (Xêro Café e Arte - Olinda/PE); 
Rivaneza Maria da Silva (Dona Terra Fermentados - Recife/PE); 
Rosana Rodrigues Ramos (D’Lícias da Rosana Recife/PE); 
Rosilene Rodrigues dos Santos (Tabuleiro - Recife/PE); 
Rozenir Maria da Silva Nascimento (Tempero da Rosa - Recife/PE); 
Stella Francisca do Nascimento (Zé do Ó - Ipojuca/PE); 
Thais Kelly Ferreira da Silva (Brownie do Rolê - Recife/PE).

“Muitos comércios ainda sofrem prejuízos por conta da Covid-19, afetando sobretudo pessoas negras, que enfrentam também o racismo e o preconceito nesta luta pelo recomeço. Mais do que oferecer recursos para essa retomada, a General Mills quer promover a ampliação das capacidades de gerir, inovar, ampliar e estabelecer uma infraestrutura mínima para sustentabilidade dos negócios. A promoção à diversidade está em todos os âmbitos da empresa, afinal a pluralidade de raças e de ideias amplia nossa visão estratégica e traz experiências essenciais para o fortalecimento da marca e da sociedade”, comenta Rafael Dantas, diretor de Relações Externas da General Mills no Brasil. 

Inicialmente, o programa previa o auxílio financeiro a 12 empreendedores, mas o número de contemplados subiu para 14 no decorrer do edital contando com recursos próprios do Fundo Baobá. De novembro do ano passado a janeiro de 2022, donos de comércio de alimentos puderam se inscrever no edital e descrevendo as razões para conseguirem o suporte financeiro.

O processo de seleção contou com três etapas eliminatórias. Agora, os escolhidos terão nove meses para executar os seus projetos e apresentar a prestação de contas ao final do período. 

 


 

Veja também

Melhor chef do mundo abre primeiro restaurante em Dubai; veja imagens dos pratos
Dabiz Muñoz

Melhor chef do mundo abre primeiro restaurante em Dubai; veja imagens dos pratos

Curso de Bartender está com inscrições abertas no Senac Recife; saiba mais
CURSO

Curso de Bartender está com inscrições abertas no Senac Recife; saiba mais