Energia sempre em alta para os dias de folia

Quem não descuida do cardápio, garante pique para descer e subir ladeiras durante o Carnaval

Energia para o CarnavalEnergia para o Carnaval - Foto: Greg/Folha de Pernambuco

Brincar os quatro dias de folia é para os fortes. Haja disposição em seguir o bloco, suportar o calorão e se manter inteiro para encarar tudo de novo na manhã seguinte, depois de poucas horas de sono. Se a ideia é não ficar pelo caminho, melhor focar no cardápio que dará energia na maratona capaz de colocar à prova a saúde do folião. A lista inclui carboidratos de absorção lenta que, ao serem consumidos de maneira correta, garantem saciedade sem comprometer a dieta.

Segundo a nutricionista esportiva e especialista em longevidade Israely Tafni, as principais fontes para esse período devem ser batata-doce, inhame, feijão com arroz e batata cozida, perfeitamente combinadas com proteínas como ovo, carne e peixe. Por fim, mas não menos importante, também vale inserir produtos ricos em gordura boa, a exemplo de azeite de oliva e do óleo de coco, além de sementes como castanha, amêndoa, chia e linhaça. “A combinação desses alimentos dará saciedade e resistência física. Por isso, é importante seu consumo nos dois dias anteriores e três horas antes da festa. E, para dar um aporte energético maior, ingerir uma hora antes um suco de beterraba com laranja, gengibre e cenoura”, recomenda.

Durante a folia, quando ninguém se lembra de parar para comer, a especialista sugere levar no bolso mix de castanha com uva-passa ou barrinha de frutas. “Além disso, mantenha a energia, incluindo suplemento proteico (Whey). Para facilitar, coloque em saquinhos e dilua no copo com água”, ensina. Ainda no quesito praticidade, uma latinha gelada de energético parece ser uma mão na roda no meio de tanto calor. Mas cuidado na quantidade. “Sua composição inclui, normalmente, ingredientes como carboidratos, taurina, vitaminas do complexo B e cafeína, sendo esta última o principal ingrediente para aumentar o desempenho físico e mental. Se for sensível à cafeína, não é recomendável”, conclui.

Saiba comer e beber
Quando o assunto é bebida alcoólica, há um certo exagero nesse departamento. Ok, sem julgamentos. Mas driblar uma ressaca no dia seguinte é o objetivo de qualquer folião. Por isso,a hidratação é fundamental. Durante a festa, hidrate-se o tempo todo. Segundo a nutricionista Adriana Stavro, durante as horas de esforço, a perda de água através da transpiração é muito intensa e, junto com ela, perdem-se muitos eletrólitos, como sódio, potássio, magnésio e cloro.

Leia também:
Nutrição é fator decisivo na compra
Desnutrição e obesidade: dois enormes problemas

Neste caso, é interessante o uso de isotônicos naturais como a água de coco. Se consumir bebidas alcoólicas, a dica é nunca sair de casa com o estômago vazio e evitar quadros de hipoglicemia. “Acostume-se, também, a intercalar as bebidas alcoólicas com muita água”, completa a nutricionista. Com bastante líquido, frutas como abacaxi, melancia e melão podem ajudar nesse aporte. Já itens como manga, caqui, maçã, banana, uva, abacaxi, maracujá e melão são ricas em potássio e em vitamina C, essenciais para um bom trabalho muscular, que devem ser consumidos diariamente no café da manhã, lanche e sobremesa, ainda segundo Adriana Stavro.

Mas de nada vale tanta recomendação, se na parada de um bloco e outro o folião abocanhar aquela fritura carregada de óleo na barraca mais próxima. Também coloca a dieta a perder se encarar uma feijoada ou prato bem servido de carnes gordas. Nesses casos, o perigo está na grande concentração de gordura, que causará má digestão e indisposição para as horas seguintes.

Veja também

Saiba a diferença entre o vinho natural, orgânico e biodinâmico
Vinho

Saiba a diferença entre o vinho natural, orgânico e biodinâmico

Breja Mais lança kit harmonizado para atrair cervejeiros
Cerveja

Breja Mais lança kit harmonizado para atrair cervejeiros