Excesso de sódio é vilão da pressão arterial

Principal componente do sal de cozinha está presente em quantidades além do necessário nos pratos brasileiros

GravidezGravidez - Foto: Arthur de Souza

A quantidade segura para o consumo diário de sal passa despercebida no prato de muita gente. Afinal, você fica atento ao limite de até 5 gramas recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS)?

Na prática, esse número passa mesmo longe - para mais - no cardápio dos brasileiros que, na grande maioria, consome cerca de 12g de sal por dia, equivalente a 2,5 vezes a mais do que o permitido.

As consequências atingem em cheio a qualidade de vida das pessoas e, em longo prazo, engatam os riscos de doenças cardiovasculares, segundo nutricionistas e médicos da área.

No topo das doenças mais comuns provocadas pelo consumo excessivo de sódio, principal componente do sal, está o Acidente Vascular Cerebral (AVC) e hipertensão arterial. Segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), mais de 30 milhões de brasileiros possuem a pressão arterial elevada. “Estudos apontam que a maior parte do sódio consumido diariamente é proveniente do sal de cozinha, sendo que até um quarto deste ingrediente é adicionado à comida durante o preparo”, ressalta a diretora do Departamento de Nutrição da Sociedade de Cardiologia de São Paulo (Socesp) e nutricionista do Departamento de Nutrição da Sociedade Brasileira de Hipertensão (SBH), Márcia Gowdak.

Ela ainda lembra o desafio de se limitar à meta, sendo que 2g do valor permitido já é encontrado naturalmente nos alimentos, o que só faz aumentar com o acréscimo nas receitas. Isso sem falar na quantidade de água necessária para eliminar tal componente, que raramente é consumida pela população.

“Para evitar o consumo exagerado, algumas dicas simples como retirar o saleiro da mesa e respeitar as indicações de uso podem ajudar. O importante é diminuir a quantidade usada aos poucos e deixar o paladar se acostumar”, completa a especialista.

Para se ter uma ideia do quando essa diminuição no consumo é importante, as indústrias do setor assinaram um acordo com a Associação Brasileira das Indústrias da Alimentação (ABIA), criando metas de redução de sódio nos produtos. “Esse acordo vem cumprindo um papel importante, sendo que as indústrias hoje já oferecem opções de temperos e caldos com redução de até 30% de sódio”, afirma Gowdak.

Veja também

Aos 74 anos, morre Seu Yoshi, do Sushi Yoshi. Um chef que ensinou técnica e otimismo na gastronomia
Luto

Aos 74 anos, morre Seu Yoshi, do Sushi Yoshi- um chef que ensinou técnica e otimismo

O que são os polifenóis
BACO & CIA

O que são os polifenóis