A-A+

Saúde

Idosos buscam por alimentos saborosos e de alto valor nutricional

Pesquisa revela a preferência dos mais velhos por itens que tragam benefícios à saúde

Leite e oleaginosasLeite e oleaginosas - Foto: Paullo Allmeida/Folha de Pernambuco

A preocupação com a saúde sempre foi uma constante na vida dos idosos. Mas, de uns tempos para cá, a noção de vida saudável vem ganhando um espaço mais firme na rotina de quem passou dos 60. Segundo pesquisa sobre hábitos saudáveis realizada com este público, pela empresa Takasago, a atitude mais importante para seguir firme e se sentir sempre bem começa pela boa alimentação.


No estudo focado nos hábitos de consumo, os atributos mais importantes em um produto para este público são: sabor, vantagens para a saúde e o valor nutricional. Ele aponta também que o alimento deve ser bom, familiar e suave. Ao todo, 44% dos entrevistados disseram ter preferência por produtos com botânicos, como ervas, especiarias e florais.

Entre os principais benefícios buscados pelos idosos estão o fortalecimento dos ossos, saúde cardiovascular, bom funcionamento do cérebro, fortalecimento do sistema imunológico e a saúde intestinal. Segundo a empresa responsável pelo levantamento, este público está mais ativo, pratica esporte, atividade física, cuida da saúde e da aparência. Gostam de escolher o que vão consumir e vestir. 


Escolhas mais assertivas

Na lista de preocupações a serem amenizadas com os benefícios da boa alimentação está a saúde cardiovascular, que atinge os vasos sanguíneos voltados para o coração - e é um dos grandes causadores de morte no mundo inteiro. Segundo a nutricionista Helen Lima, os alimentos para o bom funcionamento desta parte do corpo são aquels ricos em potássio e de gorduras boas. Leia-se frutas ricas em vitamina C,A e E, além de vegetais vermelhos, verdes e de cor arroxeada.

Para a saúde da memória 

Outra preocupação é com a memória. Não à toa, a Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que existam 35,6 milhões de pessoas com a doença no mundo e que esse número triplique nos próximos anos. “Sendo assim, é importante priorizar alimentos ricos em ômega 3, como os peixes tipo sardinha, arenque, atum e cavala. Além de fontes antioxidantes, que têm efeito preventivo contra a degeneração dessas células neurais. Isso inclui frutas em geral e vegetais em geral, com destaque para  uvas, cenoura, o tomate e semente de abóbora. 

Por fim, a preocupação com a osteoporose segue latente. A diminuição da massa óssea, provocando a diminuição da absorção de minerais, pode gerar problemas como a fraqueza dos ossos. Para prevenir a doença, a nutricionista recomenda o consumo de vegetais escuros, fontes de cálcio, como repolho, espinafre, rúcula e couve, ainda incluindo na dieta iogurtes e queijos magros

Veja também

Banana é superalimento para a saúde do corpo
Saúde

Banana é superalimento para a saúde do corpo

Culturas orientais sugerem o equilíbrio do corpo através da alimentação consciente
Gastronomia

Culturas orientais sugerem o equilíbrio do corpo através da alimentação consciente