ecogastronomia

Jatobá: ação propõe difundir produção culinária a partir do fruto de árvore nativa

Projeto "Já Comeu Jatobá?" é conduzido pela engenheira agrônoma Danielle Jansen

"Já Comeu Jatobá?" leva receitas feitas com a fruta nativa"Já Comeu Jatobá?" leva receitas feitas com a fruta nativa - Foto: Divulgação

O jatobá, árvore mais conhecida por sua madeira, também produz um fruto comestível e que pode ser utilizado em diversas receitas. Difundir esse conhecimento é o objetivo de uma ação de ecogastronomia que será realizada na Central de Abastecimento de Garanhuns (CEAGA), neste sábado (6), às 8h. 
 

Com o projeto “Já Comeu Jatobá?”, a engenheira agrônoma, educadora ambiental e produtora cultural Danielle Jansen levará à feira de abastecimento uma banca expondo os produtos alimentícios derivados do jatobá. Ela estará na companhia de emboladores de coco, para animar o público. 

A proposta da iniciativa é resgatar e fortalecer a cadeia produtiva alimentar do jatobá em comunidades rurais e feiras de rua. Frequentadores da feira vão conhecer um pouco da produção culinária a partir da polpa farinácea desta árvore nativa, que é considerada sagrada pelos povos tradicionais.

O fruto do jatobá é considerado um alimento PANCs (Plantas Alimentícias Não Convencionais). Ele é encontrado nas matas úmidas de altitude de Garanhuns, sobretudo nas comunidades rurais. É um alimento rico em cálcio, fósforo e ferro, e vitaminas A, B1, B2, B3 e C.

A ação realizada neste sábado é a finalização de um projeto que já dura três meses. Todo o processo foi financiado pela Lei Paulo Gustavo, por meio da Secretaria de Cultura de Pernambuco.

Veja também

Conheça a origem do pão francês que, apesar do nome, é uma invenção brasileira
PÃO

Conheça a origem do pão francês que, apesar do nome, é uma invenção brasileira

Festival Café Cultural evidencia a gastronomia local, em Taquaritinga do Norte, no Agreste
polo gastronômico

Festival Café Cultural evidencia a gastronomia local, em Taquaritinga do Norte, no Agreste

Newsletter