Gastronomia Nipo-brasileira

Quando Brasil e Japão se encontram (na cozinha)

Conheça um pouco das curiosidades e dicas gastronômicas dos anfitriões das Olimpíadas

Combinado de sushis da Mercearia OrientalCombinado de sushis da Mercearia Oriental - Foto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco

Que o Japão sediará os Jogos Olímpicos a partir do dia 23 de julho não é novidade. O que muita gente ainda não sabe é da relação gastronômica canarinha e oriental. O território nacional é um verdadeiro valhacouto de imigrantes, inclusive, de muitos nipônicos. Os primeiros japoneses chegaram ao País ainda no século passado com o objetivo de trabalhar nas lavouras de café. Assim, se iniciou a influência da culinária japonesa no Brasil, algo bem consolidado nos dias atuais e que se tornou verdadeira paixão. 

Gastronomia Nipo-brasileira 

No Japão, a culinária obedeceu — e ainda obedece por motivos de tradição — uma série de regras para preparação e preservação de alimentos. Contudo, as tradições oriental e ocidental fundiram-se, permitindo que o Brasil, hoje, tenha a maior população de origem japonesa fora do Japão, com cerca de 1,5 milhão de pessoas. 
Como uma cultura não imerge na outra sem causar impactos e mudanças, algumas adaptações naturalmente aconteceram.

A chegada dos japoneses oportunizou a adição de uma diversidade de legumes, frutas e verduras à mesa do brasileiro, bem como os sushis ganharam novos ingredientes como cream cheese, maionese, morango, abacate ou manga e uma nova versão: o frito sob imersão.  

Apesar da (polêmica) democratização do sushi, algumas características permanecem inalteradas, como os preparos à base de peixe, geralmente crus; a utilização do arroz na maioria das composições; além dos molhos, como o shoyu e o tarê. “O ‘abrasileiramento’ do sushi ainda é um fenômeno muito lucrativo. Mas se você viaja ao Japão, não encontra nada parecido com o que servem aqui. Hoje em dia, muitas pessoas estão se interessando pela gastronomia japonesa raiz e os chefs estão investindo nisso”, destaca o proprietário da Mercearia Oriental, Michel Uchimura, que costuma receber em seu restaurante muitos japoneses que residem no Recife e região. 

O prato mais comum  

Engana-se quem pensa que o sushi seja o prato mais popular no Japão. O Kare Raisu é o queridinho dos japoneses. O prato consiste em um ensopado feito à base de curry. Os vegetais básicos utilizados no preparo são cebola, cenoura e batata. Quanto às carnes, as mais usadas são a bovina, suína e frango. “Essa receita também é bastante consumida pelos nikkeis no Brasil, já que remete sentimentalmente às suas origens”, pontua Uchimura.  

Presentes quase sempre nos menus dos restaurantes orientais, alguns pratos se destacam pela já popularização nacional. Os gyozas, tradicionais pastéis recheados e cozidos no vapor; udon, macarrão grosso feito de trigo, preparado com cogumelos; tempura, vegetais e frutos do mar levemente empanados e fritos; lámen, um tipo de sopa, com caldo rico que carrega todo o segredo do preparo, adicionado de macarrão, legumes, cogumelo, ovo e alguma carne, geralmente porco. Além, claro, dos sushis, sashimis e temakis dos mais variados modelos e sabores.

Lámen é um dos pratos populares no JapãoLámen, prato popular no Japão Foto: Ed Machado/Folha de Pernambuco

Para fazer em casa 

No clima das Olimpíadas 2021, uma dica de comida prática e até familiar é o kushiyaki ou robata: espetinhos de legumes, peixe e carne feitos na grelha. Eles podem ser comidos puros ou com algum molho. Em um espeto, os ingredientes escolhidos são alternados e devem grelhar, no máximo, por cinco minutos de cada lado. O tempo varia de acordo com a consistência de cada alimento.   

Onde encontrar? 

Mercearia Oriental 
Av. Conselheiro Aguiar, 65 - Boa Viagem 
Telefone: (81) 3463-7099 

Taberna Japonesa Quina do Futuro 
R. Xavier Marquês, 134 - Aflitos 
Telefone: (81) 3241-9589 

Udon Cozinha Oriental 
Casa Amarela e Boa Viagem 
Telefone: (81) 3049-3449 e (81) 3129-7201 

Yutake Sushi 
Av. Dezessete de Agosto, 789 - Loja 2A - Casa Forte
Telefone: (81) 3204-5153 

Restaurante Kojima 
R. Ondina, 141 - Pina                                                                                                                                                    Telefone: (81) 3328-3585 

Kaza Sushi 
R. Regueira Costa, 276 - Rosarinho                         
Telefone: (81) 99880-9979

Veja também

Um brinde! 6 de agosto é Dia Internacional da Cerveja
Cerveja

Um brinde! 6 de agosto é Dia Internacional da Cerveja

Veganismo na gestação
Nutrição

Veganismo na gestação