Rótulos ficarão mais compreensíveis

Pesquisa detectou que símbolos conhecidos ajudam na leitura da rotulagem

Rotulagem nutricional ficará mais claraRotulagem nutricional ficará mais clara - Foto: Agência Brasil/Divulgação

Leia também

• Obesidade e complicações pela Covid-19

• Em dia de conscientização, médicos alertam sobre obesidade infantil

• Tratamento da obesidade vai além da mudança de cardápaio

Uma nova etapa do marco de rotulagem nacional está para ser executada. Semáforo lupa, círculo, triângulo e octógono, pretos ou coloridos. Os alertas nutricionais frontais em alimentos industrializados foram implementados em vários países do mundo e estão prestes a serem adotados no Brasil. Para subsidiar a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) no processo de revisão de rotulagem nutricional, uma equipe de cientistas realizou uma pesquisa com o público brasileiro.

O trabalho foi feito pela Embrapa Agroindústria de Alimentos (RJ) em parceria com a Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) e com a Universidad de la República (Udelar) do Uruguai, a partir de um edital conjunto aberto pela Anvisa e pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). 

Em síntese, as conclusões apontam que o uso de sinais familiares frequentemente usados para transmitir uma mensagem de alerta - como o octógono preto, triângulo preto e círculo vermelho - podem superar outros sinais gráficos desconhecidos, devido à capacidade de facilitar a interpretação das informações nutricionais pelos consumidores. E, em relação à cor, os sinais pretos parecem exigir menos tempo para serem detectados quando incluídos nos rótulos coloridos dos alimentos, em comparação com os sinais vermelhos.

Coordenado pela pesquisadora da Embrapa Rosires Deliza, o estudo investigou o efeito de diferentes modelos de rotulagem nutricional na percepção do consumidor brasileiro sobre a saudabilidade de alimentos industrializados. Foram usados diversos padrões de rotulagem frontal empregados em outros países. 

Para a pesquisadora, as novas regras de rotulagem frontal podem estimular a indústria nacional a entregar alimentos mais saudáveis, uma vez que os consumidores estarão mais atentos ao alto teor de sódio, açúcar e gordura, por exemplo. “A engenharia de alimentos, além da preocupação com a questão tecnológica, já vem adotando um olhar mais sistêmico, voltado para a saúde dos consumidores, e a tendência com a nova regulamentação é que ampliem essa prática”, aponta. 

As conclusões apontam que o uso de sinais familiares frequentemente usados para transmitir uma mensagem de alerta - como o octógono preto, triângulo preto e círculo vermelho - podem superar outros sinais gráficos desconhecidos, devido à capacidade de facilitar a interpretação das informações nutricionais pelos consumidores.
E, em relação à cor, os sinais pretos parecem exigir menos tempo para serem detectados quando incluídos nos rótulos coloridos dos alimentos, em comparação com os sinais vermelhos, por exemplo (veja os resultados no quadro abaixo).


Com informações da assessoria de imprensa

 

Veja também

Conheça os tipos de farinha sem glúten
Saúde

Conheça os tipos de farinha sem glúten

Aprenda a fazer um camarão flambado na cachaça
Almoço

Aprenda a fazer um camarão flambado na cachaça