MICHELIN

Volta do Guia Michelin Brasil, na edição 2024, nomeia TUJU com "Abertura do Ano"

Restaurante do chef Ivan Ralston também conta com duas estrelas e estrela verde. Evvai ganha segunda estrela nesta edição

Tuju_Katherina Cordás e Ivan Ralsto, do TUJUTuju_Katherina Cordás e Ivan Ralsto, do TUJU - Foto: Rubens Kato/Divulgação

Após um hiato de quatro anos devido à pandemia de Covid-19, o Guia Michelin voltou a ser publicado neste ano. A sétima edição no Brasil foi lançada na noite desta segunda (20), em cerimônia no Copacabana Palace, Rio de Janeiro (RJ), contemplando 106 restaurantes citados nas cidades de São Paulo e do Rio, sendo 24 restaurantes estrelados. Seis foram condecorados com duas estrelas, o dobro da última edição, 2019. Nenhum alcançou as três estrelas

Os restaurantes Oteque, do chef Alberto Landgraf, D.O.M, de Alex Atala – único a ostentar duas estrelas desde a primeira edição do guia no País – e Oro, de Felipe Bronze, seguem no topo do ranking da Michelin.

O grande destaque de 2024 foi o restaurante TUJU, premiado com “Abertura do Ano”, além da estrela verde, concedida a restaurantes que se sobressaem pela abordagem sustentável.

“O setor sobreviveu e vai crescer. Apesar da inteligência artificial, as pessoas ainda precisarão comer, e seremos o setor que mais vai continuar empregando”, disse o chef Ivan Ralston durante a entrega do prêmio ao TUJU.

Quem entrou, este ano, para o grupo dos restaurantes brasileiros com duas estrelas foi o Evvai, do chef Luiz Filipe Souza, que em 2019 havia ganhado sua primeira estrela no guia. 

Outros premiados
Quinze estabelecimentos foram classificados com uma estrela no Guia Michelin Brasil 2024. Cipriani (comandado pelo chef Nello Cassese, no hotel Copacabana Palace), Maní (da chef Helena Rizzo) e Picchi (de Pier Paolo Picchi) mantiveram suas posições, mostrando sua consistência ao longo dos anos. 

Entre os sete novos estrelados está o restaurante japonês Kuro, comandado pelo chef Gerard Barberan, que também figura no guia com o italiano Bottega Bernacca. 

Agraciado em mais uma edição com o selo Bib Gourmand, o restaurante Corrutela ainda recebeu a estrela verde, sendo o trabalho realizado pelo chef Cesar Costa destacado no palco por Ivan Ralston. “Essa é a competição mais importante que podemos ter: buscar equilíbrio com a natureza”, afirmou Cesar, ao receber o prêmio. 

Em vigor desde 1997, o selo Bib Gourmand, que aponta restaurantes com bom custo-benefício, foi concedido a 37 estabelecimentos, entre eles Aê! Café & Cozinha e Manioca, mostrando a grande oferta gastronômica do eixo Rio-São Paulo. Entre as novas casas que entraram na categoria estão os paulistanos Cora, Feriae e Kotori.

Outros 82 restaurantes ainda compõem a área de recomendados do guia 2024, que pela primeira vez estará disponível apenas em versão digital.

Veja também

Nelita: conheça o premiado restaurante da chef Tássia Magalhães, em São Paulo
NELITA

Nelita: conheça o premiado restaurante da chef Tássia Magalhães, em São Paulo

São João: aprenda a preparar quatro deliciosas receitas típicas para seu arraial
Sabores

São João: aprenda a preparar quatro deliciosas receitas típicas para seu arraial

Newsletter