Presidente da Fifa confia em uso do VAR na Rússia

Infantino viu o uso do VAR gerar várias polêmicas em campeonatos que estão testando a tecnologia

Presidente da Fifa, Gianni InfantinoPresidente da Fifa, Gianni Infantino - Foto: JACK GUEZ/AFP

O presidente da Fifa, Gianni Infantino, indicou nesta quinta-feira (8) que confia que o assistente de vídeo (VAR) seja aceito pela Internacional Board no dia três de março, autorizando o uso da tecnologia na Copa do Mundo da Rússia.

"Dia 3 de março decidiremos se a arbitragem de vídeo vai fazer parte das regras do jogo e se tornará uma ajuda oficial para os árbitros", declarou Infantino durante coletiva de imprensa em Hanói.

"Em 2018, não podemos permitir que todas as pessoas no estádio e todas as pessoas com uma tela de televisão vejam em alguns minutos se o árbitro cometeu um grande erro ou não, e o único que não tenha o direito de repassar a jogada seja o árbitro. Se podemos ajudá-lo, devemos fazê-lo", acrescentou.

Infantino, que sempre defendeu o sistema, viu o uso do VAR gerar várias polêmicas em campeonatos que estão testando a tecnologia, como Alemanha e Itália.

Leia também:
Fifa estuda aumentar pré-lista da Copa para 35 jogadores 

Os erros, confusões e decisões incompreendidas pelo público foram a tônica habitual na Bundesliga e na Serie A. As longas esperas para o colegiado tomar uma decisão após rever as jogadas também foram criticadas.

A Copa do Mundo da Rússia vai ser disputada entre os dias 14 de junho e 15 de julho.

Veja também

Secretaria de Saúde cancela clássico catarinense por risco de contágio
Campeonato Catarinense

Secretaria de Saúde cancela clássico catarinense por risco de contágio

Liverpool cede empate ao Burnley; Norwich é primeiro rebaixado da Premier League
Futebol Internacional

Liverpool cede empate ao Burnley; Norwich é primeiro rebaixado da Premier League