Cultura+

Em que fase você se encontra?

A vida transcorre em ciclos. Vários ciclos são utilizados nos diversos sistemas astrológicos. O Objetivo ao conhecer e estudar um ciclo é compreender e poder acompanhá-lo e utilizar sua influência a nosso favor

Batata doce germinandoBatata doce germinando - Foto: Pixabay

Como escrevi na semana passada, o texto de hoje é a continuação do material que consta na Agenda Ming Tang, feita por minha mestra Silvia Sacramento.

SUGESTÕES DE LEITURA
Feliz Ano-novo Chinês! Ano-novo Cachorro Terra Yang
Cinco elementos, a base dos estudos chineses

É um pouco do conhecimento das fases da filosofia chinesa e dos seus estudos sobre o tema. Caso a sua fase não esteja nas melhores, observe o que tem de positivo nela (tudo na vida tem o lado positivo, negativo e neutro - que é a nossa omissão) e transmute aproveitando todas as oportunidades que surgirem. Seja o colaborador e construtor do seu próprio destino. Evite ser seu próprio inimigo.

“A vida transcorre em ciclos. Vários ciclos são utilizados nos diversos sistemas astrológicos. O Objetivo ao conhecer e estudar um ciclo é compreender e poder acompanhá-lo e utilizar sua influência a nosso favor. A análise das nove fases da vida se baseia num ciclo de nove etapas, utilizadas para determinar momentos favoráveis e eventuais atividades.

Faça uma retrospectiva de sua vida nos anos anteriores. Verifique como a passagem por cada uma dessas 9 fases tem influenciado sua vida. Acompanhar esses ciclos ajudará o leitor a aproveitar melhor a energia de cada fase e sua influência sobre a vida.

Tabela das Nove Fases da Vida

Fase 1

Esta é a casa da semente. Quando passamos por ela, a energia é de introspecção, está condensada, e por isso as coisas parecem que não evoluem. É como se tudo em nossa vida estivesse em compasso de espera, por isso não espere muito da fase, pelo menos não no sentido de crescimento. A não ser que esse crescimento tenha relação com: estudo, autoconhecimento ou aperfeiçoamento.

Esta é uma casa Água. A Água está relacionada à: sabedoria, intuição, profundidade, comunicação, maleabilidade, sensibilidade, por isso é possível desenvolver essas capacidades com facilidade durante o ano.

Aproveite a fase para aprender, ampliar conhecimentos e preparar-se para o crescimento. Cuidado quando não damos a devida atenção para a energia que nos cerca e tentamos navegar contra a maré, os resultados podem ser difíceis. Se você precisa parar, diminuir o ritmo e não diminui, a vida pode diminuí-lo por você. Uma doença pode vir a ser uma oportunidade de mudança em seu ritmo, seus conceitos e padrões.

Fase 2

Esta é a casa da reorganização. Quando passamos por ela é preciso reorganizar: nossa vida, nossa casa, nosso trabalho, nossos pensamentos, preparar a vida para a fase de crescimento e expansão que está para chegar. Se não estivermos organizados e preparados, a próxima fase pode ser um problema já que nela tudo se define muito rápido, sem oportunidade para preparações, que devem ser feitas agora. Por isso, mãos à obra.

Reestruture não só seu espaço como sua vida em geral. Faça reformas, deixe o ambiente mais: aconchegante, confortável, organizado. Arrume, jogue fora papéis velhos, compre armários.

Organizar é a palavra de ordem. Limpe: sua vida, seus pensamentos e sentimentos, esvazie o copo, para a fase 3 poder enchê-lo de novidades.

Fase 3

Esta é a casa do crescimento rápido, da expansão. O problema aqui é que tendemos a desperdiçar energia tentando agarrar o mundo com as mãos, atirando em todas as direções, e desperdiçando munição. Ao passar por ela tente canalizar seus esforços e direcionar suas ações. Com isso o resultado será muito mais proveitoso.

A fase 3 corresponde a eclosão da semente, a explosão do renascimento da vida depois da letargia do inverno. Novos projetos poderão surgir, novas ideias, novos amigos, novos interesses. Tenha em mente que nem tudo que surgir durante o ano será permanente em sua vida.

Fase 4

Esta é a casa do crescimento organizado. É a primeira casa de escolha, de poda das inúmeras iniciativas que brotaram no ano que passou. Essa necessidade de escolha não é consciente, a casa traz escolhas necessárias. Nesta fase temos que optar pelo que conseguimos manter, e abrir mão do restante.

O ano passado trouxe para nossa vida uma infinidade de: atividades, pessoas, conhecimentos, relacionamentos, que agora precisam ser peneirados. Esta casa é a do desbaste, se tentarmos manter todas as mudas que brotaram no vaso na fase 3, o mais provável é que não sobreviva nada. Faça escolhas, defina as prioridades, abra mão do resto. Até a vida escolherá por você. Defina o que realmente importa e deseja manter.

Fase 5

Este é o ano da frutificação. Quando passamos por ela, a energia normalmente é de transformação. Esta fase pode ser boa ou ruim, dependendo do que foi plantado.
Se você: plantou boas sementes, (fase 1), corrigiu o solo, (fase 2), expandiu, (fase 3), desbastou e escolheu as melhores mudas, (fase 4), com certeza terá bons frutos.

Uma certeza existe aqui, esses costumam ser anos marcantes. É como se a vida se dividisse entre “antes” e “depois” deles. São eles que indicam o início de um novo ciclo e não a fase 1.

Fase 6

Este é o ano da colheita, ele traz muito trabalho e aumento: da responsabilidade. Passar por esta casa é ter as rédeas da vida em suas mãos. A fase aumenta o controle que cada um tem sobre sua vida e sobre os outros, mas também as expectativas que os outros têm sobre você.

Cuidado com acidentes de carro, qualquer distração pode trazer problemas. Manter o controle das situações está em suas mãos. É o momento de desenvolver não só a responsabilidade, como a iniciativa e o autocontrole.

Fase 7

Este é o ano da festa da colheita. Quando no ano anterior foram colhidos bons frutos, pode-se aproveitar esta fase, viajar, ficar menos responsável, aproveitar mais a vida.
Quando alguém passa por ela, tende: a querer diminuir o ritmo de trabalho, mudar de emprego, se aposentar, melhorar as condições de trabalho, viajar, aproveitar, se alimentar melhor, cuidar da saúde.

Esta é a casa da aposentadoria voluntária, do repouso. Mas é claro que se os frutos não chegaram, esta é uma casa de frustração, pois a pessoa deseja algo que não pode ter.

Fase 8

Este é novamente um ano de escolha, mas dessa vez consciente. Esta é a casa da reavaliação. É como se a pessoa tivesse plantado, colhido, aproveitado os frutos, e agora, o que fazer da vida daqui para frente?

É um ano de reavaliação e de análise, para que um novo ciclo possa iniciar. Pode ser uma casa de grandes mudanças, principalmente quando não estamos satisfeitos, já que nessa casa resolvemos o que queremos fazer pelos próximos 9 anos.

Fase 9

Depois da análise do ano anterior, nesta fase tendemos a expor aos outros os nossos planos. Ao passar pela casa da iluminação, você pode tornar-se o centro das atenções, o que pode ser bom ou ruim, de acordo com seus atos passados. Esta fase é como ter um holofote sobre você, coisas que mantemos obscuras tendem a ser reveladas, e os esqueletos do armário escancarados. Cuidado com papéis antigos, verifique com cuidado o que assina durante o ano.

Estar sob a mira de olhares revela nossas boas qualidades, mas também pode revelar horríveis defeitos."

Concluo com o pensamento do Psiquiatra e Escritor Brasileiro Augusto Cury (1958) : "Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar um autor da própria história. "

Milhões de beijos iluminados,

Referência:

Sacramento, Sílvia. Agenda Datas Propícias. São Paulo, Ming Tang, 2018.

Sílvia Sacramento – Mestra e Consultora de Feng Shui, de 4 Pilares e de Zi Wei Dou Shu.
Contato: (19) 99806.8691 (Vivo e WhatsApp). E-mail: [email protected].

* Mariomar Teixeira
- Numeróloga & Consultora: de Feng Shui, de 4 Pilares e de Zi Wei Dou Shu. Contatos: (81) 99807.4568 - Tim e WhatsApp / (81) 99100.9617 (Claro) – E-mail: [email protected].

Formada em Secretariado na UFPE com mestrado em Extensão Rural e Desenvolvimento Local na UFRPE. Filha, esposa e mãe. Ama ler, estudar, tricotar e cozinhar. Dedica-se aos estudos de metafísica desde 1980, principalmente Numerologia. Em 1993, além de assumir um concurso público federal, também o trabalho como numeróloga é reconhecido. Colunista da Folha de Pernambuco de 1998 a 2005, coluna Numerologia. No mesmo período foi colunista da Revista Club com as colunas: Holística e Lançamento de livros. Professora e Consultora de Feng Shui desde 1997.


* A Folha de Pernambuco não se responsabiliza pelo conteúdo das colunas.

Veja também

"Arca de Noé": animação brasileira inspirada na obra de Vinicius de Moraes ganha trailer; veja
CINEMA

"Arca de Noé": animação brasileira inspirada na obra de Vinicius de Moraes ganha trailer; veja

Brunna Gonçalves revela cicatriz de cirurgia para diminuição de testa; veja vídeo
CELEBRIDADES

Brunna Gonçalves revela cicatriz de cirurgia para diminuição de testa; veja vídeo

Newsletter