Futebol

Paulo Sérgio lamenta sequência de trocas de técnicos no Náutico, mas prega reação

Centroavante destacou que o Timbu precisa iniciar uma arrancada para atingir o primeiro objetivo da Série C: a classificação ao G8

Paulo Sérgio, atacante do NáuticoPaulo Sérgio, atacante do Náutico - Foto: Gabriel França/CNC

Com a chegada do técnico Bruno Pivetti, o Náutico terá o terceiro treinador na temporada 2024, após trabalhos de Allan Aal e Mazola Júnior. Mudanças constantes que o atacante Paulo Sérgio não escondeu o incômodo. Mas não há tempo para lamentações. Segundo o centroavante, o momento é de focar na recuperação do Timbu na Série C do Campeonato Brasileiro. A começar pelo duelo de segunda (17), contra o Floresta, nos Aflitos. 

“Isso (mudança no comando técnico) é rotineiro no futebol brasileiro, com a troca quando você não tem os resultados positivos. É ruim, mas se não tem (vitória), dificilmente o trabalho é duradouro. Não queríamos que isso tivesse acontecido porque é sinal que algo não está bom. Em poucos meses, já é o terceiro treinador. Mas a gente entende por ter certa bagagem no futebol. Cabe a nós fazer o trabalho e respeitar as decisões”, afirmou o atacante Paulo Sérgio.

Campanha

O Náutico está na 11ª colocação da Série C, com oito pontos. Desses, cinco foram conquistados em casa. Mas isso está longe de ser um ponto positivo. O Timbu só tem uma vitória nos três jogos que fez como mandante, alcançada diante do Remo, por 4x1. No restante, dois empates perante São Bernardo (1x1) e Caxias (2x2).

O Floresta do Náutico, por outro lado, é o lanterna, com apenas três pontos e sem qualquer triunfo como visitante. Cenário que não deixa os alvirrubros relaxados. Afinal, quando enfrentou o São José, há duas rodadas, o adversário não tinha pontuado e estava sem vencer há mais de três meses. No fim, o São José ganhou por 2x0.

Estima-se que para alcançar o G8 e avançar ao quadrangular, o Náutico precisará fazer ao menos 29 pontos. Meta que quanto mais cedo os alvirrubros se aproximarem, melhor.

“Faltam mais 12 partidas e sabemos da cobrança que será durante esses jogos. Temos de vencer seis, sete jogos. Não é fácil, mas também não é impossível. Cada jogo será uma final para gente e estamos confiantes de que vamos conseguir o objetivo. O importante é se classificar primeiro entre os oito”, frisou o centroavante. 

Veja também

Náutico tem segunda melhor sequência invicta da Série C 2024
Futebol

Náutico tem segunda melhor sequência invicta da Série C 2024

Real Madrid revela vitória na Justiça em caso de ofensa racista online a Vinícius Júnior
Racismo

Real Madrid revela vitória na Justiça em caso de ofensa racista online a Vinícius Júnior

Newsletter