Covid-19

Municípios da Região Metropolitana do Recife iniciam vacinação de crianças de 5 a 11 anos

Cidades começaram a vacinação contra o coronavírus do público infantil nesta segunda-feira (17)

Cidades vacinam público infantilCidades vacinam público infantil - Foto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

Municípios da Região Metropolitana do Recife (RMR) iniciaram, nesta segunda-feira (17), a vacinação contra a Covid-19 de crianças de 5 a 11 anos de idade. (Veja locais e horários no infográfico ao fim da matéria)

Seguindo a recomendação do Ministério da Saúde, estão sendo imunizadas, inicialmente, crianças com deficiência, com doenças neurológicas crônicas ou com distúrbio de desenvolvimento neurológico, incluindo síndrome de Down e autismo, e crianças indígenas.

A cidade do Paulista recebeu 1.620 doses da vacina pediátrica da Pfizer, única atualmente autorizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para o público infantil. A coordenadora do Programa de Imunização do município, Giuliene Cavalcanti, explicou que não há dados exatos sobre a quantidade de crianças que devem ser imunizadas nesta fase.

“Como o público é bem restrito, não tenho como dizer se vai ser uma procura grande. A gente vai ver no decorrer da vacinação”, afirmou. No dia da vacinação, os pais devem apresentar, além do comprovante de residência e documento de identificação, um laudo médico que comprove a condição de comorbidade.

O técnico em enfermagem Daniel Queiroz, de 32 anos, levou a filha Tayná, 5, que tem autismo, para se vacinar na Faculdade de Saúde. “A família toda se vacinou, a gente estava só esperando o momento dela. Agora me sinto mais seguro, até porque a gente não sabe como vai ser com essa variante [a ômicron]”, disse.

A socióloga Cinthya Bastos, 47, também ficou aliviada ao ver a filha, Eva Maria, 7, tomar a dose. Agora, comentou, sente-se mais segura para levar a menina, que tem síndrome de Down, de volta às terapias e à escola. “A gente esperou tanto tempo e as crianças precisam tomar essa vacina para poder acabar com esse vírus”.
 
Em Abreu e Lima, o primeiro dia da campanha contou com um personagem especial: o Homem Aranha, que fez a alegria das crianças. Fã do Peter Parker, o pequeno Emanuel, de 11 anos, diagnosticado com Autismo e TDAH, saiu imunizado com a primeira dose contra o coronavírus.

No ato da vacinação, pais e responsáveis devem levar um comprovante de residência em seus nomes, além do laudo (exceto para crianças com Síndrome de Down) e documentos da criança como RG e CPF. Caso ela não possua CPF, é preciso apresentar a Certidão de Nascimento ou o Cartão SUS. No próximo sábado (22), haverá mutirão de vacinação, em que também será preciso agendamento.
 
A Prefeitura de Itapissuma destaca que para a aplicação da dose é necessário o acompanhamento dos pais ou responsável, além da apresentação do laudo médico e cartão do SUS. A Secretaria de Saúde reforça, ainda, que os acamados serão vacinados em casa.

Em Olinda, a vacinação simbólica e os agendamentos também iniciaram nesta segunda-feira (17). No dia da vacinação, é obrigatória a apresentação de documentos como identificação oficial com foto ou Certidão de Nascimento, CPF ou Cartão SUS da criança, bem como documento de identificação oficial com foto do responsável, comprovante de residência e laudo médico devidamente assinado pelo profissional.
 
Em Ipojuca, a vacinação começou em clima festivo. As crianças que receberam a primeira dose e estavam acompanhadas dos pais ou responsáveis ganharam um certificado de “Ipojucaninho Supervacinado”, além de livros didáticos e lanche. O dia também contou com a presença de recreadores.

Segundo a gestão municipal, é fundamental levar o laudo informando o Código Internacional de Doenças (CID). "Esse dia representa mais uma conquista para a saúde e proteção das nossas crianças, antes da volta às aulas", afirmou a prefeita do Ipojuca, Célia Sales.
 
O pequeno Estêvâo Vinícius dos Santos, de 8 anos, que possui autismo de grau leve, foi o primeiro a receber a imunização. Para a mãe, Simone Barreto, a expectativa pelo momento era alta. "Quase não dormimos essa noite esperando  por essa oportunidade de protegê-lo". 

Veja locais e horários de vacinação:

Escreva a legenda aqui

Veja também

Ministério inclui Covid-19 em lista de notificação compulsória
Saúde

Ministério inclui Covid-19 em lista de notificação compulsória

Inscrições para a segunda etapa do Revalida 2022 terminam nesta terça-feira (17)
EDUCAÇÃO

Inscrições para a segunda etapa do Revalida 2022 terminam nesta terça-feira (17)