CRIME

Caso Paulo Torres: justiça condena três réus por latrocínio do juiz

Penas variam entre 24 e 26 anos de prisão pelo crime do caso Paulo Torres

Juiz Paulo Torres Pereira da Silva Juiz Paulo Torres Pereira da Silva  - Foto: Reprodução/Redes Sociais

Três dos cinco homens acusados pelo envolvimento no latrocínio (roubo com o resultado morte) juiz Paulo Torres Pereira da Silva, de 69 anos, foram condenados em sentença publicada nesta segunda-feira (10). 

De acordo com o documento, as penas variaram entre 24 e 26 anos de prisão. Em nota, o Tribunal de Justiça do Estado de Pernambuco (TJPE), confirmou que Marcos Vinícius Santana da Silva, Kauã Vinícius Alves da Rocha, Yuri Romenique Alves da Silva e um adolescente de 17 anos foram identificados pelo crime.

A abordagem ao juiz aconteceu na Rua Maria Digna Gameiro, no bairro de Candeias, Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife, durante a noite do dia 19 de outubro de 2023.

Investigações Caso Paulo Torres
De acordo com as investigações, os acusados desejavam roubar um carro e a escolha de Paulo foi feita de forma aleatória, por perceber que o motorista era um idoso. 

Em juízo, Marcos confessou que foi o responsável pelo tiro disparado após o juiz tentar reagir, dando marcha a ré. 

Condenados
Marcos Vinícius foi condenado a 25 anos de prisão e 23 dias-multa por latrocínio, corrupção de menor e por adulteração de sinal identificador de veículo. Ele recebeu um atenuante de um ano de prisão pelo fato de ter confessado espontaneamente os crimes. 

Kauã Vinícius foi condenado a 24 anos e seis meses de prisão e 20 dias-multa pelos mesmos três crimes. Houve atenuante de um ano de prisão pelo fato de o réu ser menor de 21 anos. 

Já Yuri Romenique recebeu pena de 26 anos de prisão e 31 dias-multa. Ele não confessou os crimes. 

Veja também

Herdeiro bilionário é condenado a pagar US$ 900 milhões a vítimas de abusos sexuais
CRIME

Herdeiro bilionário é condenado a pagar US$ 900 milhões a vítimas de abusos sexuais

Professores e técnicos da Educação Básica aceitam proposta do governo para encerrar greve
EDUCAÇÃO

Professores e técnicos da Educação Básica aceitam proposta do governo para encerrar greve

Newsletter