Para que oposição? O PT se basta na hora de traçar estratégias

Brigas internas reduzem possibilidade de vice na chapa de João Campos

Bandeira do Partido dos Trabalhadores - Reprodução da internet

Todo mundo briga. Mas petistas se especializaram em brigar para todo mundo. Enfraquecem o Partido dos Trabalhadores em uma tentativa de fortalecer projetos pessoais e de outros grupos. Menos do PT. Os ânimos pareciam mais serenos depois que o PT decidiu fazer lista de possíveis vices sem consultar o prefeito João Campos e em seguida sugerir mudanças na Secretaria de Habitação.

Mas o presidente do diretório no Recife, Cirilo Mota, divulgou nota criticando o deputado estadual João Paulo. Disse que o ex-prefeito "está a serviço das forças conservadoras". O ataque chegou dias depois de o deputado criticar o Executivo municipal e aproximar-se da governadora Raquel Lyra.

João Paulo repudiou as declarações. Alegou que distorcem sua trajetória em defesa da justiça social. Parecia que o ciclo havia se fechado. Não. Horas depois Oscar Barreto, dirigente do partido, inflamou a situação. Disse que o deputado virou as costas para o presidente Lula e votou contra trabalhadores para beneficiar Raquel.

Os petistas dão ao prefeito do Recife, João Campos, munição para deixá-lo cada mais distante de escolher um nome da legenda para a vice em sua chapa à reeleição. E favorecem a governadora. Ao tumultuar o PT, desgasta o prefeito junto à militância do partido.

Como se não bastasse, a vereadora do Recife Liana Cirne usou as redes sociais ontem para denunciar a falta de manutenção de residenciais. A pasta é comandada por dois petistas: o secretário Ermes Costa e o executivo Felipe Cury. Para que oposição?

Longo caminho
Durante encontro que reúne, no Recife, representantes de oito capitais brasileiras, o deputado Duarte Júnior (PSB-MA) disse que a gestão de João Campos deve ser replicada. Afirmou que o prefeito orgulha a juventude e a boa política. "Tenho muita fé de que um dia você estará na presidência desse país." O deputado integra a Frente Parlamentar em defesa dos grandes centros.

Juntos
João Campos disse ficar feliz ao ver todos juntos para resolver problemas e não para brigar. Prefeituras, Câmara de Vereadores, Congresso Nacional, Governo Federal. Não citou o Estado, administrado pela adversária Raquel Lyra. Ontem as cidades assinaram acordo para criar a Rede Brasileira de Urbanismo em Áreas Centrais

Leque
A deputada federal Tábata Amaral (PSB-SP), que preside a Frente Parlamentar Mista pelos Centros Urbanos, participou no Recife do segundo dia do encontro que discute o tema. Trouxe também o deputado Amon Mandel (União Brasil-AM) para reforçar o debate.

União
Petrolina abre hoje à noite os festejos juninos. Antes, com a presença de João Campos, o PSB oficializa apoio à reeleição do prefeito Simão Durando. O evento, no Hotel Grande Rio, fortalece os laços entre o prefeito do Recife e o grupo Coelho.

Veja também

Sport: Soso vê "respostas coletivas" em empate com América-MG e reafirma compromisso com o acesso
Sport

Sport: Soso vê "respostas coletivas" em empate com América-MG e reafirma compromisso com o acesso

Trump está a salvo após incidente em comício, informa Serviço Secreto dos EUA
RESGATE

Trump está a salvo após incidente em comício, informa Serviço Secreto dos EUA

Newsletter