Copa América

Copa América: EUA estreia com vitória tranquila sobre a Bolívia

Jogando em casa, time norte-americano dominou o confronto durante os 90 minutos, no Texas

Jogadores dos Estados Unidos celebram gol contra a BolíviaJogadores dos Estados Unidos celebram gol contra a Bolívia - Foto: Aric Becker / AFP

Christian Pulisic, com um gol logo no início e uma assistência, comandou a vitória dos Estados Unidos sobre a Bolívia por 2 a 0 neste domingo (23), na estreia dos donos da casa na Copa América.

Pulisic marcou aos três minutos no jogo que abriu o Grupo C, no AT&T Stadium, em Arlington (Texas), com um belo chute da entrada da área.

Depois, aos 44, o atacante do Milan deu passe para Folarin Balogun ampliar para os americanos.

Remanescente da Copa América Centenário, em 2016, na qual os Estados Unidos chegaram à semifinal em casa, Pulisic segue subindo na lista de artilheiros históricos da seleção americana.

O atacante chegou a 30 gols e igualou a marca de Brian McBride. Agora ele tem à frente apenas Clint Dempsey e Landon Donovan, com 57 gols, Jozy Altidore, com 42, e Eric Wynalda, com 34.

Jogo de um time só

Não demorou muito para que os Estados Unidos começassem a dominar a frágil Bolívia. Pulisic foi o encarregado de colocar os donos da casa em vantagem contra um adversário que não somou sequer um ponto últimas três edições de Copa América e agora soma 13 derrotas consecutivas no torneio.

O belo chute do atacante de 25 anos foi no canto do goleiro Guillermo Viscarra, que chegou a tocar na bola, mas não evitou o primeiro gol dos americanos.

A linha defensiva boliviana com cinco jogadores e três volantes à frente desmoronou em três minutos.

O duelo rapidamente se tornou um jogo de um time só, com boas oportunidades de Tim Weah e Gio Reyna, enquanto a Bolívia só conseguia se segurar cometendo faltas, deixando Leonel Justiniano, Gabriel Villamil e Luis Haquín pendurados com cartão amarelo.

Já na reta final do primeiro tempo, o time do técnico Gregg Berhalter teve a superioridade recompensada: Pulisic passou para Balogun, que bateu cruzado para fazer 2 a 0.

Balogun, jogador do Monaco, foi o centroavante escolhido por Berhalter para a estreia, deixando no banco Joshua Sargent e Ricardo Pepi.

O técnico da Bolívia, o brasileiro Antônio Carlos Zago, fez três mudanças na equipe para o segundo tempo. No entanto, nada mudou em campo.

Os Estados Unidos continuaram dominando e um novo gol de Balogun foi anulado por impedimento de Weah no início da jogada.

Depois, Pulisic voltou a aparecer em mais uma tentativa, dessa vez defendida por Vizcarra.

Na reta final, Pepi, que entrou no lugar de Giovanni Reyna, e o próprio Pulisic tiveram outras oportunidades claras, mas faltou pontaria e tranquilidade na hora da finalização.

Veja também

Patrick Allan comemora volta à titularidade e elogia dupla com Paulo Sérgio e Bruno Mezenga
Futebol

Patrick Allan comemora volta à titularidade e elogia dupla com Paulo Sérgio e Bruno Mezenga

Olimpíadas: prefeita de Paris mergulha no Rio Sena para comprovar qualidade da água
JOGOS OLÍMPICOS

Olimpíadas: prefeita de Paris mergulha no Rio Sena para comprovar qualidade da água

Newsletter