Mesmo com vitória, Roberto dá “nota 2” ao time

Treinador confirmou que pretende relacionar Ortigoza no jogo contra o Bahia, pela Copa do Nordeste

Técnico do Náutico, Roberto FernandesTécnico do Náutico, Roberto Fernandes - Foto: Paullo Almeida/Folha de Pernambuco

A vitória veio, mas a atuação passou longe de agradar o técnico Roberto Fernandes. O resultado de 2x1 diante do Afogados, na Arena de Pernambuco, que recolocou o clube na liderança do Campeonato Pernambucano 2018, foi o único ponto positivo do Timbu na visão do comandante. Comparando o desempenho dos reservas com o jogo diante do Salgueiro, pela mesma competição, em que também usou uma equipe alternativa, Roberto não minimizou na avaliação dura.

“Não tem como dar muita desculpa. Jogamos abaixo da expectativa. Lastimável tecnicamente e coletivamente. Mas ninguém joga a temporada inteira, principalmente com as mudanças que fizemos, e vai achar que vamos jogar bem todos os jogos. Não é desculpa também. Jogamos mal e temos que agradecer a Deus esses três pontos. Voltamos a liderança e colocamos pressão em quem está atrás”, afirmou.“Quando esse mesmo grupo jogou diante do Salgueiro, vencendo por 4x0, foi só elogios. Como sou exigente, vou dizer que foi nota 8 naquela partida. Hoje foi nota 2”, completou.

A opção em poupar os titulares e acionar os reservas tem explicação. Na quinta (22), a equipe encara o Bahia, na Arena Fonte Nova, pela Copa do Nordeste. “Será um jogo importante e por isso assumi esse risco no Pernambucano. Se pegar os 10 jogadores que mais atuaram, nenhum deles foi relacionado. Eu sabia que, se a gente não termina entre os quatro no Estadual, você perde vantagem no segundo mata-mata. Assumi esse risco para termos a força máxima no jogo da quinta. Sempre que eu tiver um jogo com 24 horas de descanso apenas terei que fazer isso”, frisou.

Contra o Tricolor de Aço, Roberto já garantiu: Ortigoza será relacionado para o confronto. O paraguaio estreou com o pé direito com a camisa alvirrubra, dando uma assistência e marcando um gol no confronto. Outro atleta que atuou diante do Afogados também deve pintar na lista de relacionados.

“Pela posição do Ortigoza, ele precisa correr menos. Mesmo sem estar na sua condição ideal, ele tem capacidade de fazer a diferença. Fez o gol de pênalti e deu assistência ao Robinho. Os dois não começaram jogando hoje porque ambos estão nos planos do jogo da quinta. Sei que torcedor e imprensa não têm obrigação de cuidar de planejamento. Qual foi a última vez que tivemos jogo terça e quinta? Foi contra o Salgueiro. Assis e Robinho arrebentaram naquele jogo. Quando foi na quinta, não foram bem, porque não se recuperaram. Ortigoza e Robinho foram preservados e só colocamos em campo na necessidade”, apontou.

“A rotatividade é absolutamente dentro da quantidade de jogos. Temos quase 45 dias e 14 jogos. Ou utilizamos todos os atletas, ou estávamos com o DM cheio. Mas torcedor e imprensa sabem que o Náutico tem um time-base. Se eu perguntar, vocês diriam fácil uns oito que são titulares. Mas em um jogo como esse é preciso optar por correr riscos”, concluiu.

Veja também

Santa anuncia renovação de contrato do artilheiro Pipico
FUTEBOL

Santa anuncia renovação de contrato do artilheiro Pipico

Tite convoca Allan e aguarda melhora de Neymar e Alex Telles
Seleção Brasileira

Tite convoca Allan e aguarda melhora de Neymar e Alex Telles