Política

Arthur Lira critica efeito da decisão de Fachin: 'Lula pode até merecer. Moro, jamais!'

Presidente da Câmara, dep. Arthur LiraPresidente da Câmara, dep. Arthur Lira - Foto: Najara Araujo/Câmara dos Deputados

Em sua conta no Twitter, o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP), comentou um detalhe da decisão do ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), que declarar a Justiça de Curitiba incompetente para julgar quatro processos que envolvem Lula –o do triplex, o do sítio de Atibaia, o do Instituto Lula e o de doações para o mesmo instituto, devolvendo a elegibilidade do ex-presidente.

"Minha maior dúvida é se a decisão monocrática foi para absolver Lula ou Moro. Lula pode até merecer, Moro jamais!", tuitou Lira,  referindo-se ao trecho da decisão de Fachin que declara a perda de objeto de dez habeas corpus impetrados pela defesa que questionavam a conduta da Justiça – inclusive a suspeição de Moro.

Fachin é um dos ministros mencionados nos diálogos de procuradores da Lava Jato vazados pelo The Intercept. Nas mensagens, Deltan Dallagnol comemora a notícia de que o ministro estaria bem relacionado com a operação. "Aha, uhu o Fachin é nosso", disse o procurados aos seus colegas de Lava Jato, em 13 de julho de 2015. Coincidência ou não, a decisão monocrática do ministro do STF alivia a situação do ex-juiz Sérgio Moro, que deveria ser julgado pela Suprema Corte por suas atuações parciais em Curitiba.

 



Confira:

Veja também

Pressionado por governistas e oposição, Pacheco diz que decide sobre CPI do MEC no início da semana
Senado

Pressionado por governistas e oposição, Pacheco diz que decide sobre CPI do MEC no início da semana

PGR defende ao STF atuação do Ministério da Defesa em propostas sobre urnas eletrônicas
Sistema eleitoral

PGR defende ao STF atuação do Ministério da Defesa em propostas sobre urnas eletrônicas