PRESIDENTE

Lula diz que novo presidente do BC não vai se submeter às pressões do mercado

Para ele, o novo presidente do Banco Central tem que ser uma pessoa séria e dirigir a política monetária deste País

Banco Central do BrasilBanco Central do Brasil - Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Na entrevista que concedeu na manhã desta terça-feira, 18, à Rádio CBN, o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, reiterou que a escolha do novo presidente do Banco Central, em substituição a Roberto Campos Neto, a quem criticou duramente, terá um perfil com foco no crescimento do País e "que não vai se submeter à pressões do mercado".

Ao dizer que Campos Neto tem um viés político de atuação, citando o jantar em que foi homenageado pelo governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas, Lula disse que ele está com uma trajetória semelhante a de Sergio Moro, que deixou o governo Jair Bolsonaro, onde ocupava a pasta da Justiça, para se lançar na seara política.

"O paladino da Justiça, com rabo preso a compromissos políticos."

Para ele, o novo presidente do Banco Central tem que ser uma pessoa séria e dirigir a política monetária deste País, levando em conta a necessidade de controlar a inflação e o crescimento. E não se submeta às pressões do mercado.

Veja também

"Atentados são contra as pessoas de bem e conservadoras", diz Bolsonaro ao comentar ataque a Trump
tiros na Pensilvânia

"Atentados são contra as pessoas de bem e conservadoras", diz Bolsonaro sobre Trump

Pesquisadora vê "ataque à democracia" após aprovação de PEC na Câmara

Pesquisadora vê "ataque à democracia" após aprovação de PEC na Câmara

Newsletter