luto

Morre a jornalista Lucia Hippolito, aos 72 anos

Jornalista e cientista política estava afastada há 10 anos por causa da Síndrome de Guillain-Barré

A jornalista, cientista política e historiadora Lucia Hippolito A jornalista, cientista política e historiadora Lucia Hippolito  - Foto: Simone Marinho

A jornalista, cientista política e historiadora Lucia Hippolito morreu nesta quarta-feira aos 72 anos, no Hospital Samaritano, em Botafogo, Zona Sul do Rio. Ela estava internada para tratar um câncer de pulmão. No ano passado, ela havia retirado um tumor no útero, mas o câncer teve metástase para o pulmão.

Lucia havia se afastado do trabalho por questões de saúde há 10 anos, após ser diagnosticada com a Síndrome de Guillain-Barré, uma doença autoimune que afeta o sistema nervoso periférico. Em abril de 2012, ela passou mal durante férias em Paris, foi internada às pressas e deu continuidade ao tratamento no Brasil.

Lucia trabalhou como comentarista e apresentadora da Rádio CBN até 2012, quando se afastou por causa da saúde. Ela também foi integrante do quadro "Meninas do Jô" no programa de Jô Soares, ao lado de Lilian Witte Fibe, Cristiana Lôbo e Ana Maria Tahan, entre 2005 e 2010, e comentarista do UOL News e da GloboNews.

Autora de vários livros sobre política, Lucia também foi chefe de gabinete da Presidência do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Entre as obras publicadas pela cientista política estão: "PSD de Raposas e Reformistas" (Editora Paz e Terra), "Política: quem faz, quem manda, quem obedece", em co-autoria com João Ubaldo Ribeiro (Editora Nova Fronteira) e "Por dentro do governo Lula: anotações num diário de bordo" (Editora Futura).

Veja também

Bolsonaro e Ramagem aparecem juntos em vídeo após divulgação de áudio apreendido pela PF
polícia federal

Bolsonaro e Ramagem aparecem juntos em vídeo após divulgação de áudio apreendido pela PF

Governo e Câmara vão se unir para apoiar um nome na disputa pela sucessão de Lira, diz André Fufuca
ENTREVISTA

Governo e Câmara vão se unir para apoiar um nome na disputa pela sucessão de Lira, diz André Fufuca

Newsletter