Futebol

Betão admite erros no futebol, mas rechaça mudanças na diretoria

Diretor técnico do Náutico concedeu entrevista coletiva após as saídas do zagueiro Rafael Vaz e do meia Thiago Lopes

Betão, diretor técnico do NáuticoBetão, diretor técnico do Náutico - Foto: Pedro Pedrosa/Folha de Pernambuco

No lugar de jogadores ou do técnico Bruno Pivetti, a sala de imprensa do Centro de Treinamento Wilson Campos foi ocupada pelo diretor técnico do clube, Betão. A entrevista ocorreu em meio ao cenário conturbado do Náutico na temporada, com tropeços, dispensas e alterações no planejamento do futebol. Mesmo reconhecendo os erros no período, o dirigente negou que haverá mudanças na diretoria.

O contexto

Com Pivetti, o Náutico chegou ao terceiro treinador em 2024, após passagens de Allan Aal e Mazola Júnior. No elenco, o clube acertou os desligamentos de Marcos Júnior, Leandro Barcia, Rafael Vaz e Thiago Lopes - alguns nomes ocupavam o topo dos maiores salários do grupo. 

Na diretoria, houve o acréscimo de Eduardo Granja ao futebol, mas com as saídas dos diretores Eduardo Henriques e Italo Braga. Além de Granja e Betão, estão no futebol Léo Franco (executivo) e Rodolpho Moreira (gerente).

“A dispensa não tem a ver com questão pessoal. (Rafael) Vaz sempre foi muito profissional, já conhecia de outros momentos. Thiago a mesma coisa. Nós, como diretoria, precisamos tomar decisões e entendemos que precisaríamos fazer essas duas mudanças de imediato. Não cabe no momento detalhar (a saída)”, iniciou, antes de admitir alguns erros no planejamento do futebol.

Erros no futebol

“Claro que existiam erros. Se não tivessem, não estaríamos na situação em que estamos. Tivemos mudança de treinadores. Óbvio que gostaríamos de estar no primeiro (técnico), mas são atitudes que precisamos retomar. Quando entendermos que há necessidade de mudar a diretoria, isso vai acontecer. Mas, no momento, entendemos que não há”, frisou.

O próximo jogo do Náutico é segunda (24), no Aníbal Toledo, contra a Aparecidense. Os pernambucanos estão em 13º lugar, com oito pontos. “Precisamos juntar forças de todos aqueles que querem ver o time no caminho de vitórias. Não adianta ficar apontando quem é o culpado”, disse Betão. 

A Aparecidense está em 11º, com nove pontos. Em casa, a equipe está invicta na Série C. O clube ganhou do Sampaio Corrêa por 2x0, Tombense por 2x1 e empatou em 1x1 com o São Bernardo. 

Já o Náutico soma uma vitória e três derrotas como visitante. O único triunfo foi diante do ABC, no Frasqueirão, por 3x0. No mais, tropeços diante de Ferroviária e Volta Redonda, ambos por 2x1, além do 2x0 sofrido perante o São José. Um aproveitamento de apenas 25%.

Veja também

Olimpíadas: prefeita de Paris mergulha no Rio Sena para comprovar qualidade da água
JOGOS OLÍMPICOS

Olimpíadas: prefeita de Paris mergulha no Rio Sena para comprovar qualidade da água

Soso chama responsabilidade e evita criticar erros individuais no Sport
Futebol

Soso chama responsabilidade e evita criticar erros individuais no Sport

Newsletter