NBA

Perto do título, Celtics podem chegar a grupo seleto de campeões na NBA

Equipes fazem jogo 4 hoje, em Dallas, que pode pode definir o 18º título da franquia de Boston

Boston Celtics está a uma vitória do título da NBABoston Celtics está a uma vitória do título da NBA - Foto: Stacy Revere / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / Getty Images via AFP

Leia também

• Mavericks x Celtics: veja horário e saiba onde assistir ao vivo ao jogo 4 das Finais da NBA

• Celtics vence Mavericks e fica a uma vitória do título da NBA; confira os melhores momentos

• Jerry West, lenda que inspirou logo da NBA, morre aos 86 anos

Dos 14 duelos anteriores nestes playoffs da NBA, apenas três foram ao jogo 7, numa pós-temporada marcada, na maior parte, por domínios. Esse tem sido o cenário da decisão entre Boston Celtics e Dallas Mavericks, que pode ser encerrada já nesta noite, no American Airlines Center, em Dallas. A partir das 21h30, os Celtics tentam ser o décimo finalista na história da NBA a fechar uma série de finais em um jogo 4. Aos Mavericks, resta tentar um milagre nunca alcançado na liga. 

A última vez que um dos finalistas dominou o rival a ponto de vencer a série por 4 a 0, feito chamado de “varrida”, foi há seis anos, quando o Golden State Warriors bateu o Cleveland Cavaliers e conquistou o bicampeonato da NBA, o sexto dos sete que ganhou até hoje.

Os Warriors se tornaram o nono integrante da lista de varridas em finais, iniciada justamente pelos Celtics, que bateram o rival Minneapolis (hoje, Los Angeles) Lakers nas finais de 1959, no primeiro encontro entre as franquias numa decisão.

Curiosamente, foram os Lakers os adversários no último título dos Celtics, em 2008. Para animar ainda mais o torcedor de Boston, a “varrida” de 1959 deu início à histórica sequência de oito títulos consecutivos na liga.

Além dos Warriors — que também “varreram” na final de 1975 — e dos Celtics, Milwaukee Bucks (1971), Philadelphia 76ers (1983), Detroit Pistons (1989), Houston Rockets (1995), Lakers (2002) e San Antonio Spurs (2007) foram os outros a fazerem 4 a 0 em decisões.

Brown fundamental

Jaylen Brown marca diante do Mavericks. Foto: Adam Glanzman / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / Getty Images via AFP

Em quadra, a dupla Jaylen Brown e Jayson Tatum tem comandado o desempenho arrasador dos Celtics. Combinaram para 61 pontos no jogo 3, em vitória por 106 a 99 sobre o Dallas, que teve Kyrie Irving marcando 35.

Eleito MVP (melhor jogador) das finais da Conferência Leste, Brown tem sido a referência técnica do time de Joe Mazzulla nesta pós-temporada de apenas duas derrotas em 17 partidas.

"Eu cresci um pouco, definitivamente. Mas acredito que o time tem confiado em mim, especialmente nestes playoffs, nesses momentos em que posso ser quem sou em quadra. Sinto que posso entregar muito se for paciente e estiver bem preparado. As oportunidades apareceram e eu consegui tirar vantagem delas", explicou o ala-armador de 27 anos, há oito no Boston Celtics.

Brown tem médias de 24,9 pontos, 3,2 assistências e 6,1 rebotes. É peça fundamental na defesa enérgica e na troca de passes rápidas de Boston no perímetro, que têm castigado os Mavericks nesta decisão.

O estilo de jogo é parte do trabalho do jovem técnico Mazzulla. Em seu segundo ano como treinador (iniciou como interino), o profissional de 35 anos resistiu às críticas, ganhou novos atletas e virou o líder do time mais dominante nesta temporada, prestes a encerrar um jejum de títulos com muita justiça.

Milagre histórico

Luka Doncic é uma das esperanças do Mavericks para consguir um milagre na final. Foto: Stacy Revere / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / Getty Images via AFP

Para o Dallas, resta o fio de esperança de um possível milagre. Na história da NBA, uma franquia que levou 3 a 0 nunca alcançou a virada. Apenas quatro empataram: New York Knicks nas finais de 1951, Denver Nuggets nas semifinais do Oeste de 1994, Portland Trail Blazers na primeira rodada de 2003 e os próprios Celtics na temporada passada, nas finais do Leste contra o Miami Heat.

"Não acaba até ter terminado. Temos que acreditar. Como eu sempre digo, será a primeira das quatro", analisou Luka Doncic após o jogo 3.

O astro esloveno fez 27 pontos, mas acabou ejetado da partida após estourar o limite de faltas.

"Jogamos três vezes contra eles, então estamos conhecendo o time. A recuperação de uma vantagem de 21 pontos no terceiro jogo foi algo realmente positivo para nós", completou.

O Dallas Mavericks busca seu segundo título na história da NBA. Já os Celtics podem chegar ao 18º título, desempatando com o Los Angeles Lakers e se isolando como maiores campeões da história da liga.

Veja também

Brasil cai no ranking da Fifa e Espanha dá salto após título da Eurocopa; confira o top 10
Futebol

Brasil cai no ranking da Fifa e Espanha dá salto após título da Eurocopa; confira o top 10

Pressionado, Bronny James faz 1ª cesta de três após 16 tentativas pelos Lakers; veja o lance
Basquete

Pressionado, Bronny James faz 1ª cesta de três após 16 tentativas pelos Lakers; veja o lance

Newsletter