Chuvas

Temporal deixa mais de 500 pessoas desalojadas em Camaragibe; duas pessoas morreram

Mortes foram de um jovem que caiu em um córrego e de um homem soterrado

Trabalho de limpeza em Camaragibe após fortes chuvasTrabalho de limpeza em Camaragibe após fortes chuvas - Foto: Divulgação/Prefeitura de Camaragibe

Cidade mais afetada pelo temporal que caiu em Pernambuco entre segunda-feira (21) e terça-feira (22), Camaragibe, na Região Metropolitana do Recife, teve duas mortes e mais de 500 pessoas desalojadas, conforme divulgou a Defesa Civil do Estado (Codecipe), nesta quarta-feira (23).

Segundo a Codecipe, técnicos estiveram reunidos com a Prefeitura de Camaragibe e a Defesa Civil municipal, na tarde de terça-feira, para prestar apoio com orientações quanto ao atendimento às famílias afetadas pelas chuvas na cidade.

O balanço da Codecipe indica 501 pessoas desalojadas e a morte de duas pessoas. O primeiro óbito foi do jovem de 16 anos Felipe Salvador Dias, encontrado sem vida em um córrego no centro da cidade.

A segunda morte registrada foi de Nivaldo Pedro Salviano da Silva, de 55 anos, soterrado após um deslizamento de barreira no bairro de Céu Azul. 

"A Defesa Civil adverte que as pessoas continuem evitando áreas alagadas, banhos de rios e córregos, e que os moradores de morros e encostas continuem atentos e deixem imediatamente o local em caso de movimentações de terras, e procurem a Defesa Civil do município para apoio e orientações", informou a Codecipe, em comunicado oficial. 

A Central de Operações da Codecipe mantém plantão 24 horas por dia e pode ser acionada pelos telefones 199 e 3181-2490.

Em Camaragibe, a Defesa Civil pode ser chamada pelos contatos 153, (81) 9.9945-3015 e (81) 2129-9564.

Previsão da Apac
De acordo com a previsão da Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac), o alerta de chuvas foi reduzido de moderada a forte para moderada e vale, a princípio, até 12h01 desta quarta-feira.

O aviso abrange a Região Metropolitana do Recife e a Mata Sul. 

Veja também

Casa real britânica não divulgará relatório de "assédio" de Meghan Markle
Família real

Casa real britânica não divulgará relatório de "assédio" de Meghan Markle

YouTube tira do ar o canal da Assembleia Legislativa de SP após vídeo negacionista sobre Covid
Negacionismo

YouTube tira do ar o canal da Assembleia Legislativa de SP após vídeo negacionista sobre Covid